ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 35º

Interior

Pecuarista é multada em R$ 240 mil por desmatamento de madeiras nobres

Por Adriano Fernandes | 22/12/2016 21:34
Foram desmatados aproximadamente 24 hectares. (Foto: Divulgação PMA)
Foram desmatados aproximadamente 24 hectares. (Foto: Divulgação PMA)

Uma pecuarista foi multada em R$ 240 mil, na tarde de ontem (21) pelo desmatamento de aproximadamente 24 hectares de uma propriedade a cinco quilômetros do município de Jaraguari, a 44 quilômetros de Campo Grande.

Na área, os agentes da Policia Militar Ambiental constataram que estavam sendo desmatadas madeiras protegidas por lei, como de aroeira, angico e ipê. O trabalho era feito com o uso do chamado “correntão”, prática que também é considerada crime. O equipamento também foi apreendido.

Conforme informações do site Coxim Agora, um funcionário da fazenda, que estava no local, apresentou licença ambiental (Autorização Ambiental Eletrônica) para a limpeza de pastagem. No entanto o tipo de licença só permitia a derrubada de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros na altura.

A maior parte das árvores derrubadas eram de aroeira, madeira que depende da aprovação de órgãos ambientais para ser retirada. As atividades foram interrompidas e a pecuarista, que vivde em Campo Grande, foi autuada administrativamente e multado em R$ 240.00,00, pelo agravante de ter derrubado grande quantidade de madeira protegida. Nestes casos a pena pode ser de até dois anos de reclusão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário