A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

07/07/2018 07:31

PMA fecha rinha, apreende 14 galos de briga e autua infratores por maus-tratos

Proprietário rural e encarregado foram autuados, cada em, em R$ 14 mil; animais tinham ferimentos supostamente causados por briga. Local tinha arena e biqueiras artificiais

Humberto Marques

Policiais militares ambientais de Costa Rica –a 305 km de Campo Grande– descobriram uma rinha de galos funcionando em uma propriedade rural próxima ao centro urbano do município. A ação, realizada no fim da tarde de sexta-feira (6) culminou na apreensão de 14 aves, todos da espécie galo índio, presos em seis gaiolas apertadas.

Os maus-tratos foram configurados pela forma com a qual os animais eram confinados: viveiros de tela com restrição de movimentos, privação de luz solar e circular de ar inadequada. Alguns apresentavam ferimentos na crista, peito e outras partes do corpo, com as esporas cortadas –sinal característico do uso dos animais em rinhas.

No local, também foi encontrada uma arena usada para colocar os animais em briga, capas de transporte das aves, biqueiras e esporas artificiais. Os galos foram resgatados, enquanto caixas de transporte e petrechos usados em supostas brigas foram apreendidos.

A PMA aplicou multas individuais de R$ 14 mil ao proprietário (um homem de 44 anos) e o responsável pelo local (de 43), que foram levados à delegacia de Polícia Civil e autuados por crime ambiental de maus-tratos animais –com pena prevista de três meses a um ano de detenção.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions