A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

15/08/2018 10:37

Taxa de iluminação injeta R$ 9,5 milhões, mas bairros continuam no escuro

Ministério Público instaurou inquérito para investigar falhas na manutenção da iluminação pública de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Rua iluminada ao lado da feira central, mas nos bairros escuridão impera, denuncia MP (Foto: Helio de Freitas)Rua iluminada ao lado da feira central, mas nos bairros escuridão impera, denuncia MP (Foto: Helio de Freitas)

A escuridão em vários bairros por falta de manutenção da iluminação pública está tirando o sono de muitos moradores de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Tem região da cidade com lâmpadas queimadas há pelo menos dez meses, segundo o Ministério Público.

Mesmo arrecadando R$ 9,5 milhões de janeiro até o dia 15 deste mês com a taxa cobrada nas contas de energia elétrica, segundo o portal da transparência, a prefeitura não consegue fazer a manutenção necessária.

Nesta terça-feira (14), a 16ª Promotoria de Justiça de Dourados instaurou um inquérito civil para apurar eventual irregularidade na disponibilização do serviço de iluminação pública na cidade.

Segundo o promotor de Justiça Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior, estudos produzidos por órgãos de segurança pública apontaram os bairros onde a precariedade na iluminação impacta diretamente na vida da população.

“Informações à Promotoria revelam que a prefeitura não estaria fornecendo a manutenção da iluminação pública em determinados bairros, contendo postes com apenas uma lâmpada funcionando e as outras nove queimadas há 10 meses”, afirmou o promotor.

Segundo o Ministério Público, boletins de atendimento encaminhados pela Guarda Municipal revelam vários locais que se tornaram vulneráveis à criminalidade por falta de manutenção da iluminação pública. O problema também foi apontado pelo 3° Batalhão de da PM.

Para o promotor, é evidente que a falta ou deficiência do serviço de iluminação pública contribui para o aumento da criminalidade, principalmente contra a pessoa e contra o patrimônio. A prefeitura ainda não se manifestou sobre o caso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions