ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Laudo diz que Zeolla é "louco" e pode se aposentar

Por Redação | 22/09/2009 10:58

Laudo médico afirma que o procurador-afastado Carlos Alberto Zeolla, assassino confesso do sobrinho, tem incapacidade mental. Com isso, ele pode ser aposentado a qualquer momento e continuar recebendo salário integral.

De acordo com o advogado André Borges, o laudo foi concluído na semana passada e afirma que Zeolla é "portador de patologia mental grave".

Conforme o advogado, o documento é assinado por um médico nomeado pela Secretaria de Estado de Saúde. Outros dois médicos, nomeados pela defesa, confirmaram o laudo.

Segundo André Borges, com a conclusão dos exames médicos, o procedimento disciplinar administrativo está concluído e Zeolla pode ser aposentado a qualquer momento, conforme pedido da defesa, por invalidez.

O processo já está com procurador-geral de Justiça Miguel Vieira, responsável por determinar a aposentadoria