A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/10/2011 08:57

Médicos fazem 'mutirão' na UPA do bairro Coronel Antonino em protesto contra SUS

Edmir Conceição

A ação acontece em protesto à baixa remuneração do SUS é está sendo realizada em todo país.

Médicos de Campo Grande estão concentrados na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Coronel Antonino, desde o início da manhã, para atender voluntariamente a população e mostrar como deveria funcionar o SUS (Sistema Único de Saúde) se elesv fossem remunerados em níveis satisfatórios.

A ação, em protesto à baixa remuneração do SUS, está sendo realizada em todo país. No entanto, ao invés de paralisar os trabalhos como foi feito em outros estados, as entidades médicas do Mato Grosso do Sul decidiram aumentar o efetivo de profissionais e oferecer atendimento digno aos usuários do Sistema Único de Saúde.

A iniciativa do protesto partiu do SinMed-MS (Sindicato dos Médicos), CRM-MS (Conselho Regional de Medicina) e AMMS (Associação Médica). Segundo o presidente do SinMed-MS, Marco Antonio Leite, a população e os profissionais sofrem diariamente com a precariedade do SUS, e um dos principais motivos desta situação é a falta de médicos. “Os baixos salários desestimulam o trabalho na rede pública. A maioria prefere abrir consultórios e atender particular, do que passar por desgastes físicos e mentais e ainda ser mal remunerado por isso”, revela o presidente.

Marco explica que a manifestação acontecerá em todo país, mas cada estado vai atuar de forma diferente. “Nossa luta é pela valorização do médico, mais recursos para a saúde, melhores condições de trabalho, carreira de estado para o médico, mais qualidade na gestão do SUS, PCCV para o SUS, e qualidade no atendimento à população. Quando estes itens forem resolvidos certamente os problemas do Sistema Único de Saúde serão sanados”, resume.

ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


Receber um salario alto, e depois ir so bater o cartão todo mundo quer..... o mal atendimento nao é só pelo salario baixo. E o juramento que eles fazem depois de formados a saude em primeiro lugar, mudou agora é o salario em primeiro lugar vao ter que mudar nas universidades.......
 
thiago souza em 25/10/2011 11:15:42
Mas, tenho uma duvida. o salario baixo tbem da diagnostico errado, pois muitos medicos e a maioria do sistema SUS, falam que vc tem uma coisa e é outra, se aumentar o salario em 100% os medicos vao tbem fazer milagres. pois muitos parecem que nao sabem exercer o que aprenderam.
 
thiago souza em 25/10/2011 11:12:28
Concordo que os médicos devem ser valorizados e ter condinções de trabalho, porém acredito que isso não deve justificar o mau atendimento a população, uma vez que ninguém é obrigado a prestar concurso público, certo?!!! Se fizeram a escolha de serem médicos, devem fazer isso da melhor maneira possível...
 
Laura Nogueira em 25/10/2011 11:11:58
estes proficionais dão seu sangue pela população e tem gente que agride estes proficionais sendo que eles não tem culpa.eles tinham que ir em cima do governo que em vez de contruir mais hospitais ele constroi aquario em quanto os hospitais ficam lotados de paciente nos corredores.
 
luiz carlos em 25/10/2011 10:44:29
Parabéns a todos os médicos por essa iniciativa. Vc's merecem os melhores salários e um ambiente de trabalho com todo o suporte para oferecer às suas clientelas um atendimento dígno e com qualidade. É uma pena que em nosso país se gaste dinheiro com recapeamento de asfasto e aguários, quando a educação e saúde estão cada vez mais precárias.
 
Gedinéia Maroni Cabral em 25/10/2011 10:21:59
Enfim um protesto digno em que a população não é a principal prejudicada.
Parabéns pela iniciativa.
 
Viviane Castro em 25/10/2011 09:53:11
Bom dia a todos os médicos e parabens por esta manifestação, em vez de cruzarem os braços vcs resolveram mostrar como pode ser um atendimento digno de qualquer cidadão considerado pobre mas se pensarmos bem pagamos e muito em encargos e parte deste dinheiro é da saude. Então nada é de graça, ninguem nos da nada. Tudo é pago e então pq não pagar por vcs profissionais ?
 
MAGALI SANTANA - MATERNIDADE CANDIDO MARIANO em 25/10/2011 09:44:34
O Brasil não é mais o mesmo! Que exemplo! É assim que se manifesta. Assim a gente ensina às novas gerações. Isso dignifica ainda mais a figura destes profissionais tão necessários para a vida da gente. Parabéns!
 
SILVIO DA SILVA em 25/10/2011 09:44:19
Parabéns aos médicos do nosso estado pela iniciativa por sinal muito inteligente, e que nossos governos acordam para a relaidade em que uma rede publica de saude nao se pode ter dois ou menos médicos a atender 24 horas , PARABÉNS mesmo tiveram uma iniciativa digna de mostar como se atendem as pessoas e que os governos reflitam e agem de forma diferente .
 
maria das dores souza marques em 25/10/2011 09:43:44
Bom dia á todos os médicos de nosso Estado de MS!!!!!!!!!!Saibam que ,Deus recompensará em dobro oque estão fazendo por todos aquele que precisam de um atendimento digno!!!!!!!!
 
Laudinete Antunes Aleixo em 25/10/2011 09:22:35
olha fabio viegas, no pais de 1° mundo, vc nao depende do sus, a consulta de um medico particular é barato um asalariado consegue pagar uma consulta. agora aqui, uma consulta particular quantos salarios minimos vc tem que pagar. e mesmo assim o atendimento no pais de 1° mundo é bem diferente eles nao vê se a pessoa e pobre ou rica com aqui no brasil. morei muito tempo fora do brasil e sei como é
 
thiago suza em 25/10/2011 07:11:39
Gostaria de convidar os companheiros que criticam o protesto, a procurarem saber como é a realidade médica em outros países que se enquadram no perfil sócio-econômico do nosso Brasil. Concordo que o aumento da remuneração para os médicos sozinho, não trará melhorias consideráveis para a população carente que depende do atendimento do SUS. A valorização do profissional se faz necessária.
 
Fábio Viegas - médico residente em Neurocirurgia em 25/10/2011 01:50:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions