A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/05/2010 19:58

Pai acusado de contratar crime pede liberdade provisória

Redação

O empresário do Mato Grosso, Francisco Serafim de Barros entrou hoje com pedido de relaxamento de prisão, junto a Justiça sul-mato-grossense. A solicitação de liberdade provisória foi registrada às 4h40 da manhã de hoje, em Bandeirantes, de onde partiu a ordem para que ele fosse preso. O pedido ainda não foi apreciado.

Serafim e o filho Fabiano de Barros Leão, de 33 anos, foram presos ontem, acusados de encomendar o assassinato de Fábio, de 40 anos, outro filho do empresário. A mesma solicitação de liberdade se estende aos dois.

A suposta vítima tem casa em Campo Grande, onde mora a noiva dele. Há cerca de um mês, em barreira da PRF (Polícia Rodoviária Federal), dois homens foram presos com armas em Bandeirantes e contaram que tinham sido contratados para matar Fábio.

Ele e o pai brigam por bens e uma área de 1,9 mil hectares, a Fazenda Oriente II, em Juscimeira (MT), avaliada em R$ 11 milhões, referentes a parte de prêmio de loteria após aposta feita por Fábio, mas depositado na conta do pai, cerca de R$ 28 milhões da Mega-Sena.

Jornais do Mato Grosso informam que Fabiano foi preso na fazenda, com uma pistola 380, além de duas espingardas calibres 12 e 36 e um revólver calibre 22, todas municiadas, além de mais de 100 munições guardadas em caixas.

Há pouco, quatro outros homens acusados de envolvimento no caso chegaram à sede do Garras em Campo Grande, ele foram presos em Goiás, mas a Polícia não dá detalhes sobre o assunto.

Francisco Serafim era superintendente da (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso), mas foi afastado hoje, depois que teve o mandado de prisão temporária cumprida na tarde de quinta-feira.

Fábio também é acusado de assassinato, durante bingo no Mato Grosso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions