A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Março de 2019

21/06/2017 19:56

Pedido de anulação de concurso da Polícia Civil é ilegal, afirma governo

Anahi Zurutuza

Para o Governo de Mato Grosso do Sul, o pedido do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) para suspender o concurso da Polícia Civil é ilegal.

Embora não tenha sido notificado do prazo de três dias, dado pelo juiz José Eduardo Neder Meneghelli, da 4ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande, a administração estadual defende que só a Adepol (Associação dos Delegados de Polícia de Mato Grosso do Sul) poderia requeres a suspensão do concurso.

Segundo a SAD (Secretaria de Estado de Administração), “o Sinpol nunca participou dos concursos para delegado, sendo sempre a Adepol a entidade que tinha e tem assento garantido na comissão organizadora do concurso, quando o edital garante vagas para o cargo de delegado”.

Ação – Alegando preocupação "com as futuras gerações de policiais civis", o Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) entrou na sexta-feira (9) com uma ação na Justiça para tentar barrar o certame cujas inscrições foram abertas em 10 de julho.

Segundo a entidade, apesar de ter carta sindical de todas as carreiras da Polícia Civil, os dirigentes da entidade foram impedidos de atuar na comissão.

Para o Sinpol, a situação compromete a lisura do pleito, que deve ter “transparência e idoneidade” para que todos os candidatos consigam concorrer em igualdade a todas as vagas oferecidas, em todas as fases.

Concurso - O concurso público oferece 210 vagas para delegado, investigador e escrivão da Polícia Civil.

O salário oferecido para delegado é de R$ 14.978,26, enquanto o vencimento para escrivão e investigador fica em R$ 3.888,26, mais abono de R$ 300.

O edital foi publicado no DOE-MS (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul) e as inscrições são feitas pelo site http://www.fapems.org.br/.

Força Nacional é mantida em Mato Grosso do Sul por mais 90 dias
Agentes da Força Nacional de Segurança Pública que estão em Mato Grosso do Sul desde junho de 2016 vão continuar na região por, pelo menos, mais 90 d...
Enquete mostra que 84% das pessoas conhecem alguma vítima de violência doméstica
A maioria dos participantes da enquete desta semana conhece alguma pessoa que tenha sido vítima de violência doméstica. O assunto foi abordado em dec...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions