A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/08/2016 14:16

Reinaldo lança obras na região leste destaca parceria com municípios

Waldemar Gonçalves
Governador em um das ruas que serão asfaltadas em Três Lagoas (Foto: Chico Ribeiro / Governo do Estado)Governador em um das ruas que serão asfaltadas em Três Lagoas (Foto: Chico Ribeiro / Governo do Estado)

Ao lançar obras de infraestrutura e saneamento básico em dois municípios da costa leste, nesta sexta-feira (12), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), destacou a importância da parceria entre Estado e municípios. Ele esteve em Brasilândia e Três Lagoas, respectivamente a 355 e 330 km de Campo Grande.

“Temos obras de melhorias em Bataguassu, Santa Rita, Brasilândia, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Selvíria, Paranaíba, Cassilândia e Água Clara. Sabemos da importância dessas parcerias para melhorar a qualidade de vida de toda a população”, falou, durante discurso na Praça Santa Maria, em Brasilândia, de acordo com material divulgado pelo governo.

Os projetos lançados nos dois municípios somam investimentos na casa de R$ 9 milhões. Em Brasilândia, o governador autorizou o início de obras de R$ 5 milhões: asfalto em trecho da MS-395, da Avenida Brasil até a BR-158, no valor de R$ 2,5 milhões – que tirará tráfego de dentro da cidade –; e na MS-040, no acesso ao aeroporto municipal, ao custo de R$ 2,2 milhões; e a reforma e ampliação da estação de tratamento de esgoto da Sanesul, no valor de R$ 440 mil.

Em Três Lagoas, ainda conforme as informações divulgadas pela comunicação do Executivo estadual, o governador autorizou obras de pavimentação nos bairros Jardim Campo Novo, Carandá, Santa Júlia, Acácias e Vila Verde, em valor de R$ 2,5 milhões. Também anunciou a recuperação do pavimento da Avenida Capitão Olinto Mancini, com R$ 1,6 milhão.

Ainda nesta sexta, o governador estará em Naviraí, 360 km ao sul do Estado, onde autoriza as obras de pavimentação da Avenida José Limeira. Uma cratera causada pela enxurrada da chuva destruiu o local, no fim do ano passado, atrapalhando a vida de pelo menos seis mil moradores. As obras, ao todo, consumirão R$ 14 milhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions