ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 29º

Direto das Ruas

Com 20 pessoas por cela, presos por dever pensão reclamam de superlotação

Homem denunciou condições de higiene insalubre e falta de acessibilidade para PCD's

Gabrielle Tavares | 29/08/2022 17:30

Detentos alocados na 4 º DP (Delegacia de Polícia da Moreninhas) por falta de pagamento de pensão alimentícia denunciam superlotação de até 20 pessoas por cela e condições de higiene insalubre.

Em vídeos enviados ao Direto das Ruas, é possível ver que não existe privada na cela e um detento PCD (Pessoa com Deficiência) precisa da ajuda de outros homens para conseguir usar o banheiro, que fica no chão. Eles também precisam subir em uma mureta para conseguir ligar o chuveiro.

“Eu fiquei 50 dias lá, foi horrível. Alimentação precária, não deixam receber visita, ficamos sem informação de nada. Eu passei mal com insuficiência respiratória e começo de covid, e os policiais falaram que só saia de lá se fosse morto, porque lá não é penitenciária então não tínhamos direito a nada”, relatou um ex-detento, que preferiu não ser identificado.

Apesar disso, ele explicou que autorizaram a entrada de remédios e ele conseguiu se curar. Contudo, aponta que ficam de 15 a 20 pessoas por cela, e que sofreu com juros abusivos da dívida.

“Fui preso por causa de R$ 650 de pensão referente ao mês de agosto de 2018, eram três meses devendo. Quando atualizou foi para R$ 22 mil, chega a R$ 100 de juros ao mês. Pessoas ficam lá de 30 a 90 dias nesta situação, todos condenados depois de uma pandemia sem emprego, sem nada, por mães que não dão o direito e para os pais. Neste caso só a mulher tem direito e o homem não tem”, reclamou.

Camas da cela na 4º DP. (Foto: Direto das Ruas)
Camas da cela na 4º DP. (Foto: Direto das Ruas)

“É como se fosse uma solitária lá, com deficientes presos sem nenhuma acessibilidade e nada alimentação precária”, completou.

A reportagem procurou a Polícia Civil, mas não obteve retorno até a publicação.

Privada fica no chão do banheiro. (Foto: Direto das Ruas)
Privada fica no chão do banheiro. (Foto: Direto das Ruas)

Direto das Ruas - O pedido de ajuda chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563. 

Clique aqui e envie agora uma sugestão. 

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias