A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

20/05/2009 16:48

Controlador de usina em MS pede recuperação judicial

Redação

A empresa Infinity Bio-Energy Brasil Participações S.A., que controla a Usinav (Usina de Naviraí), entrou com o pedido de recuperação judicial na Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Fórum Central de São Paulo. Com 100% do capital aberto na Bolsa de Londres, o grupo acumula dívida de R$ 1 bilhão e enfrenta vários pedidos de falência.

O presidente da Infinity, Sérgio Thompson Flores, informou que o pedido tem o objetivo de organizar as negociações com os credores e avançar com calma na busca de novos investidores.

Além da Usinav, o grupo controla duas usinas no Espírito Santa e duas em Minas Gerais. Em Mato Grosso do Sul, a Usinav produz 80 milhões de litros de álcool e 3,1 milhões de sacas de 50 quilos de açúcar. Cerca de 1,4 mil pessoas trabalham na unidade durante a safra. No País, são 7,5 mil trabalhadores.

Entre as opções avaliadas pela Infinity no processo estão a venda de um ou mais usina, bem como da Ibirálcool, no sul da Bahia, que deveria entrar em operação em 2009, mas ainda depende de R$ 20 milhões de investimentos para moer as 800 mil toneladas de cana que já possui.

Segundo Thompson-Flores, todas as outras unidades processarão normalmente a safra 2009/2010 de cana, que deve atingir 6 milhões de toneladas, 20% de alta sobre as 5 milhões de toneladas da safra passada, mas abaixo das 7 milhões de toneladas previstas inicialmente para a safra atual. A capacidade total de moagem do grupo é de 8,3 milhões de toneladas de cana.

Pela lei 11.101, de fevereiro de 2005, a empresa fica protegida contra ações e execuções durante 180 dias, período necessário à elaboração, apresentação e aprovação do plano de recuperação judicial junto aos credores.

Dólar sobe 1% e fecha quinta-feira cotado acima dos R$ 3,70
O dólar fechou a quinta-feira (18) cotado acima dos R$ 3,70. A moeda subiu 1,16%, atingindo R$ 3,7250. O Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paul...
Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions