ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 22º

Educação e Tecnologia

Resolução estabelece tarefa de casa no lugar de aulas suspensas

Determinação vale para 210 mil alunos, com isso, a suspensão das atividades presenciais não atrapalha as férias de meio do ano

Por Marta Ferreira | 19/03/2020 17:10
Alunos receberão para fazer tarefa em casa durante período de suspensão das aulas presenciais.  (Foto: Divulgação)
Alunos receberão para fazer tarefa em casa durante período de suspensão das aulas presenciais.  (Foto: Divulgação)


Edição extra do Diário Oficial de Mato Grosso do Sul, publicada nesta quinta-feira (19) disciplina como vão funcionar as atividades escolares durante os 15 dias de paralisação das aulas presenciais para 210 mil alunos em 352 escolas estaduais. As unidades deverão ficar abertas, em regime de escala, e os alunos vão receber tarefas para executar em casa, para que o calendário escolar não seja prejudicado.

A suspensão começa na segunda-feira (23) e vai até 6 de abril, como parte das medidas ara diminuir a circulação de pessoas e frear o avanço do coronavírus,  que tem 9 casos confirmados no Estado.

Durante entrevista transmitida nesta tarde pelo Facebook do governo do Estado, a secretaria de Educação, Maria Cecília Amendola da Mota chamou a atenção para a importância da participação dos pais. Segundo ela, os responsáveis terão de acompanhar os filhos para assegurar que as tarefas sejam feitas.

A resolução traz especificamente recomendações para que os prazos estipulados pelos professores sejam atendidos.

Para manter a escola aberta, de acordo com a publicação, a direção deverá organizar uma escala de serviço dos servidores administrativos.

Conselho referenda – Também foi publicada no Diário Oficial nota de esclarecimento assinada pelo presidente do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul, Hélio Daher, referendando os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, Ministério da Educação e Conselho Nacional de Educação em relação à gravidade e propagação do novo coronavírus.

O comunicado orienta as unidades de ensino para o cumprimento da legislação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 20 de dezembro de 1996. O órgão afirma, ainda que, caso haja mudanças significativas no cenário atual, novas medidas serão adotadas.