A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/10/2013 23:45

Atlético-PR faz 1 a 0 no Grêmio e larga em vantagem por final inédita

Vinícius Squinelo

O Atlético-PR está mais perto de uma classificação inédita na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, na Vila Capanema lotada, o time rubro-negro fez 1 a 0 no Grêmio, gol de Dellatorre, em duelo de ida da semifinal, e joga por um empate no confronto de volta, em Porto Alegre. O resultado justificou a supremacia atleticana com uma estratégia inteligente e o bom uso do fator local.

Além de ter vencido, o Atlético-PR não levou gol atuando em casa. Ou seja, tem todo benefício para o segundo jogo. Na Arena do Grêmio, os paranaenses avançam pela primeira vez na história à final com empate ou derrota por um gol de diferença desde que marque como visitante. Ao Grêmio cabe tentar vencer por dois ou mais de vantagem.

O gramado pequeno da Vila Capanema moldou as estratégias de Atlético-PR e Grêmio no começo do confronto desta quarta. Qualquer bola afastada com mais força parava na área oponente. Cientes disso, ambos os times apostaram na ligação direta.

Foi muito empenho, mas pouco futebol. O Grêmio, por exemplo, mal conseguiu chegar no gol adversário. Já o Atlético-PR teve em Paulo Baier, de falta, aos 21 minutos, a melhor chance. Mas foi para fora.

Nenhuma chance clara de gol havia ocorrido até os 36 minutos. Foi quando o rubro-negro fez a alegria da maioria dos quase 20 mil torcedores presentes. Ederson puxou pela direita e cruzou para Dellatorre, que se antecipou a Rhodolfo e cabeceou cruzado vencendo Dida e colocando o time paranaense na frente.

E poderia sair o segundo. O time da casa seguiu melhor. Tanto que aos 43 do primeiro tempo Ederson driblou dentro da área e bateu cruzado. Dida se esticou todo e colocou para escanteio. O Atlético dominou o jogo até o apito derradeiro, enquanto o Grêmio encerrou os 45 iniciais sem assustar o goleiro Weverton uma vez sequer.

"Tem que mudar a postura. Temos marcado bem, mas falhamos e levamos o gol", disse o volante Souza, do Grêmio. "Me movimentei bem na área e ele [Ederson] me achou bem. Saímos em vantagem e temos que tentar o segundo", disse o autor do gol atleticano, Delatorre.

Mesmo em vantagem, foi o Atlético-PR que esteve mais perto do gol no começo do segundo tempo. Trocas de passes apareceram pelos flancos com Paulo Baier ditando o ritmo da partida e encontrando repetidamente Léo pela direita e Juninho no lado oposto.

Renato Gaúcho tentou finalmente ver o Grêmio armar uma jogada de ataque e colocou Elano no lugar de Lucas Coelho. No entanto, o time gaúcho seguiu mostrando dificuldades em furar a defesa do oponente, que manteve o controle da partida enquanto pôde. Paulinho, atacante, foi a última ação do Grêmio para tornar a equipe mais ofensiva.

O Grêmio passou a pressionar no fim da partida. Aos 36 minutos, Ramiro cruzou e Elano cabeceou sozinho na área. Mas a bola foi fraca e Weverton pegou. Aos 46, Riveros venceu de cabeça na área e colocou rente à trave. E foi tudo. O resultado de 1 a 0 para o Atlético-PR deixa o time em vantagem, mas não decide totalmente a semifinal da Copa do Brasil.(com informações do Uol)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions