A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/03/2015 17:42

Diretoria do Ubiratan pede desculpas pelo rebaixamento no Estadual

Paulo Nonato de Souza
Contratado na última semana da primeira fase, Ney Cesar não conseguiu evitar o rebaixamento do Ubiratan (Foto: Arquivo)Contratado na última semana da primeira fase, Ney Cesar não conseguiu evitar o rebaixamento do Ubiratan (Foto: Arquivo)

Rebaixado para a Série B do Campeonato Estadual de 2016 com a derrota de 2 a 0 para o Águia Negra de Rio Brilhante, em casa, na última rodada da primeira fase do Estadual de futebol da Série A de 2015, no último domingo, o Ubiratan de Dourados vive um momento de reflexão.

Nesta segunda-feira, a diretoria do clube divulgou uma nota assinada pelo presidente Joaquim Soares em que reconhece erros na campanha e pede desculpas à torcida pela rebaixamento.

“Um dos piores momentos da história do Ubiratan foi escrito neste domingo. A derrota por 2 a 0 para o Águia Negra fechou uma campanha muito abaixo do que se espera para o Ubiratan Esporte Clube, o maior campeão estadual do interior. Com apenas duas vitórias em 10 jogos, o time só dependia dele para escapar do rebaixamento, mas apresentou um futebol irreconhecível o que fez o time cair pela primeira vez”, reconhece.

Na nota, o dirigente lamenta pela torcida e pela história do clube, além de isentar de culpa o treinador Ney César, contratado na última semana da eliminação do time no campeonato.

“As lágrimas de muitos torcedores presentes no Estádio Douradão se misturaram com do técnico Nei César após o apito final. O comandante que havia sido campeão estadual invicto em 1999, infelizmente fez parte também dessa triste história do clube, porém com apenas três jogos nesta campanha, pode se isentar de uma parcela de culpa”.

PARCERIA ERRADA - Na avaliação do presidente Joaquim Soares, o fracasso foi consequência da falta de dinheiro para montar um elenco à altura da história do clube e da parceria mal sucedida, comandada pelo diretor de futebol Antônio Neres, que, de acordo com a nota, “assinou uma parceria com um grupo de empresários que acabou não cumprindo com o que foi prometido e ainda comprometeu as finanças do clube que já havia alertado para a falta de suporte financeiro antes da disputa”.

Ainda de acordo com a nota divulgada pelo clube nesta segunda-feira, o Ubiratan saiu do Estadual sem dever nada aos fornecedores e jogadores, graças a empréstimos feitos pelo presidente Joaquim Soares que deverão ser quitados em breve.

A nota também tem críticas à falta de políticas públicas de apoio ao futebol por parte da Prefeitura de Dourados. “Falta uma política para o investimento do esporte no município, com exceção ao Estádio Douradão, há precariedade na estrutura e apoio. As próprias grandes competições amadoras que já revelaram nomes para o profissional foram se acabando e isso se reflete nos times da cidade”, reclama.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions