ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  08    CAMPO GRANDE 21º

Esportes

São Paulo aproveita fragilidade do São Caetano e goleia por 5 a 1

São Paulo mostrou na noite deste sábado que soube aproveitar o período sem jogos

Por Almir Leite | 10/04/2021 21:08
São Paulo fez uma grande partida e goleou o São Caetano (Foto: Twitter / São Paulo)
São Paulo fez uma grande partida e goleou o São Caetano (Foto: Twitter / São Paulo)

O São Paulo mostrou na noite deste sábado que soube aproveitar o período sem jogos no Campeonato Paulista. Na volta da competição, mostrou um futebol objetivo, vertical, com trocas de bola rápidas e venceu o São Caetano por 5 a 1, no Morumbi. Lidera o Grupo B com 10 pontos em cinco partidas. O time do ABC é lanterna do D com 1 ponto em 15 possíveis.

Fragilidade do São Caetano à parte, o fato é que o São Paulo apresentou um futebol envolvente. Com toques rápidos, objetivos, troca constante de passes, se impôs em campo com tranquilidade. Só tinha alguma dificuldade com os três zagueiros, que às vezes se confundiam no posicionamento defensivo.

O primeiro gol saiu logo aos 4 minutos, quando Arboleda completou de calcanhar, com categoria, chute torto de Reinaldo. O segundo, aos 20, mostrou um dos motivos de o técnico Hernán Crespo estar empolgado com o meio-campista Rodrigo Nestor: sua facilidade de penetrar na área. Em outra troca de bola, ele recebeu e marcou.

Só o São Paulo jogava. O terceiro gol era questão de tempo. Reinaldo quase marcou aos 25 minutos, mas sua cabeçada após cruzamento de Daniel Alves saiu por pouco.

Quatro minutos depois, Reinaldo, que havia dado as assistências para os dois primeiros gols, fez o dele. Recebeu de Léo e bateu cruzado, rasteiro. 3 a 0.

O domínio do São Paulo era absoluto e Volpi não tinha trabalho. Quando teve, falhou e o São Caetano diminuiu: Guilherme Castro pegou um rebote na entrada da área, bateu forte, mas na direção do goleiro, que se enrolou e não conseguiu defender, aos 31 minutos.

O São Paulo não se abalou. Chegou a ter 73% de posse de bola e fez um quarto gol, aos 42 minutos, também em uma falha de goleiro. Daniel Alves bateu bem a falta, é verdade, mas o chute saiu colocado e devagar. Era defensável. Ainda assim, Luiz não alcançou.

A ampla vantagem ao fim do primeiro tempo retratou bem a superioridade do São Paulo. Na segunda etapa, o jogo caiu, como é comum nessas situações em que a definição ocorre na fase inicial. O São Paulo visivelmente se poupou, mesmo porque a partir de agora vai encarar uma maratona de jogos - nesta segunda-feira, por exemplo, enfrenta o RB Bragantino -, e Crespo aproveitou para fazer algumas observações.

Promoveu a estreia de Eder - que quase marcou o seu primeiro gol pelo time aos 19, mas Lucas Dias desviou o chute com a cabeça - e mais tarde a do argentino Benítez. Também trocou os volantes, colocando Luan, que é mais defensivo, no lugar de Rodrigo Nestor

Ainda assim, e com o time tendo ficado bem lento, o Tricolor manteve o domínio, criou algumas chances mais e não era incomodado pelo adversário.

Se Eder perdeu a primeira chance, a segunda ele não desperdiçou. O atacante invadiu pela esquerda e tentou tocar para Benítez. Charles fez o corte, mas a bola sobrou para o próprio Eder bater rasteiro e fazer 5 a 1 e ampliar s goleada.

Com o jogo mais do que decidido, o São Paulo nitidamente preocupou-se em tocar a bola para fazer o tempo passar. Ainda assim, só não ampliou aos 45, porque Luiz fez grande defesa em cabeçada de Vitor Bueno já quase na pequena área, após cruzamento de Wellington.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário