A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/10/2012 06:00

E o Azambuja?

Jogo Aberto

Ainda não 1

Ao falar que rompeu com o grupo do governador André Puccinelli ao se lançar candidato, o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) desconversou sobre 2014, ontem, ao anunciar o apoio ao candidato Alcides Bernal no segundo turno em Campo Grande. Diante do resultado das urnas este ano, ele é cotado para candidaturas ao Senado e ao Gov erno do Estado.

Ainda não 2

Ao ser indagado, porém, Azambuja foi cauteloso. Disse que, até lá, tem muito chão e que “ninguém faz nada sozinho”.

Porque demorou?

E para explicar os motivos que o fizeram adiar a oficialização de apoio a Bernal, Azambuja defendeu a necessidade de dialogar com o partido e que não tomaria qualquer decisão política sozinho.

Aderimos

Tucanos que estiveram na entrevista coletiva que sacramentou apoio a Alcides Bernal no segundo turno da disputa à Prefeitura, exibiam “botons”, em forma de adesivo, apenas com a sigla do partido. Aos poucos, foram colando também “botons” dos progressistas.

Onda

Durante o evento, os líderes das legendas adotaram como mantra a necessidade de mudança na cidade e que isso foi “provado nas urnas”.

Egoísta

Também sobraram críticas ao PMDB, que foi chamado de “individualista” por “governar sozinho”.

Morde-assopra

Bernal aproveitou para fazer críticas contra a imprensa de Campo Grande, mas, aos poucos, mudou o tom e disse que o trabalho dos jornalistas é imprescindível.

Assunto alheio

Durante ato político da campanha de Edson Giroto ontem, o governador André Puccinelli não quis comentar a escolha do PSDB por apoiar o PP na disputa pela prefeitura. “Eles é que têm de falar”

Educação

Puccinelli teve comportamento semelhante em relação à reunião de mais de três horas com dirigentes dos sindicatos que representam os servidores do ensino público. Disse que eles é que deviam se manifestar.

Desconheço

Um outro assunto polêmico, o fim da exclusividade do Banco do Brasil para fazer empréstimos consignados a servidores, também mereceu resposta sucinta do governador. "Eu não sei o que foi decidido, temos de ver"

2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...


Daqui 4 anos quero voltar ao site do Campo Grande News e ver uma notícia dizendo da insatisfação do campograndense com o Radialista e sua Turma. Não querem mudanças?? Então vamos ver o que Bernal pode fazer. Péssima decisão do Azambuja que até alguns meses atrás tinha 5 secretarias na prefeitura. Só espero que ele acorde um dia com o peso na consciência de que tomou a decisão errada. Ele não vê que sua imagem continuará apagada não só no novo governo mas também com os eleitores dele.
 
Hygor Garcia em 17/10/2012 09:35:28
Sou paulista, estou em Campo Grande desde 1998 e nunca vi uma cidade evoluir tanto, como Campo Grande evoluiu,é claro que não se pode agradar a todos. Mas eu mesmo cheguei a presenciar o Sr. Puccinelli, quando prefeito atender pacientes nos postos de saúde , quando os médicos faltavam. Vi Nelsinho muitas vezes visitando obras acompanhado do Sr Giroto, problemas na saúde? em todo o BRASIL tem, em Campo Grande não é diferente, não podemos culpar um prefeito ou o seu partido por isso, médicos ( pediatras ) estão em falta no mercado, isso é fato. o que vi nessa eleição foi a ingratidão de mais de 178 mil pessoas,que de repente deram ouvidos a uma conversinha de que devemos mudar pq, eles estão no poder a 16 anos, entendo que eles são muito competentes, por isso estão lá ,não se mexe em time que tá ganhando!!!!
 
ricardo alexandre melhado em 16/10/2012 22:11:38
Parabéns Azambuja pela sua decisão, pois apoiar Bernal é ser um eleitor consciente, é acreditar que o HOMEM é um ser que se forma em contato com a sociedade, disse o grande educador Paulo Freire"Não há saber mais ou saber menos:Há saberes diferentes" Estamos juntos, o PT do Lula, o Pt da Dilma, o PT do vereador mais votado do MS- Zeca, o PAC que fez tudo em Campo Grande e que faz a desigualdade continuar a diminuir ( Índice de pobreza no Brasil caiu 7,9% em 1 ano)
 
Sandra Marques Teixeira Fernandes em 16/10/2012 21:49:22
Povo ingrato. Olhem para tras e verifiquem o que era Campo Grande antes, podem falar de tudo, menos que são bons administradores. Onde estão as favelas? Onde andam os mendigos que perambulavam pela Afonso Pena? Vejam os Conjuntos Habitacionais, com moradia decente para uma grande parcela da população. Vamos ver o arrependimento depois de 4 anos, com o Radialista. kkkkkkkkk.
 
Dalmario Coelho em 16/10/2012 20:19:27
Sem delongas, e muito mais como palpiteiro do que como cientista político: Já pensaram, na possibilidade, de que em 2014 o Senador Delcídio pode migrar, tal qual uma ave, para o ninho tucano??? Será que já não está sendo costurada alguma coisa neste sentido??? Bom, não preciso nem dizer qual a dobradinha que apresentar-se-à.
 
Francisco Costa em 16/10/2012 19:24:32
ola campo grande news, aproveito o espaco pra deixar a minha opiniao, e parabenizar o azambuja,

pela excelente atuacao na campanha eleitoral, homem de palavra e coletivo e assim que se governa ouvindo as pessoas, ele nao vai voltar pra vidinha de fazendeiro, e sim de produtor rural essa gente que levanta cedo e trabalha no sol quente, precisamos de apoio e gente como sr. reinaldo azambuja.
 
rosalvo torres ifran em 16/10/2012 19:06:50
Não entendo essa "mudança" que o povo quer. Se temos obra, uma parte diz que temos obras demais, se não temos, outra parte diz que precisamos de obras.
O que realmente quer o povo de Campo Grande?
Depois, temos tantos outros assuntos para resolver que não seja política..... Há crianças sendo maltratadas, gente passando fome, asilos e abrigos para serem visitados.....
De que adianta ficarmos discutindo quem apoiou quem? Todos são amigos no final......
 
Sonia Silva em 16/10/2012 16:03:31
O Azambuja foi prudente e coerente: dirimiu as divergências internas dos seus partidários, que por tradição eram pró-governistas; afastou-se do proselitismo da neutralidade pregado por seus eleitores mais conservadores; buscou carta branca dos seus caciques nacionais; cumpriu sua palavra não renunciando ao "pacto das oposições" e, principalmente, ouviu a voz da maioria dos seus eleitores que optaram pela mudança!!! Até agora teve uma atuação magnânima, ilibada. Para mim, sai engrandecido das urna para tornar-se um dos protagonistas do cenário político estadual. É um homem jovem e seu projeto de poder pode aguardar... Por enquanto, assume excelentes condições para tornar-se o próximo senador de MS.
 
Heubert Morinigo em 16/10/2012 12:13:56
se tivesse ficado neutro teria todo meu respeito,votei nele no primeiro turno, mas joguei meu voto fora,se imaginasse que seria tao traidor teria votado no outro,mas pode ter certeza vc nunca mais tera meu voto...
 
joel alves em 16/10/2012 10:34:37
PSDB .PT tão morrendo de inveja do PMDB. QUE SÓ FEZ MELHORAR CAMPO GRANDE. PARABÉNS ANDRE E NELSINHO.QUE DEUS ILUMINE,QUEM VENCER AS ELEIÇOES.
 
ALFEU MODESTO em 16/10/2012 10:28:49
É exatamente o que o Fabio disse, (Faço das suas palavras as minhas palavras). Que decepçao Sr. Reinaldo Azambuja.
 
mariangela santos em 16/10/2012 09:55:18
Parabéns Sr. Azambuja, pela posição tomada homens de carater assumem a palavra dada. Giroto é prosseguimente de uma governança atrevida e déspota. Fizeram coisas boas sim é claro não podemos negar.
 
NEUSA SOARES em 16/10/2012 09:27:55
Vai pagar com a mesma moeda, ou ele acha que quando chegar 2014, esta turma da esquerda radical que estão juntos, vai esquecer que ele pertence ao partido dos tucanos que eles sempre invejaram e odiaram, para apoia-lo para algum cargo seja senador ou governador?
 
Antonio Mazeica em 16/10/2012 09:19:02
Azambuja subestimou ele próprio: no dia da apuração, ficou em casa, debaixo da cama, com medo do resultado. Não atendeu a imprensa, deixou para a mulher o fazer (!!!). Depois, não teve peito para decidir sozinho qual lado apoiar, perdendo a oportunidade de firmar-se como o líder que seus votantes imaginavam que fosse. Por fim, leiloou o voto de seus eleitores a troco das pastas que mais giram dinheiro: obras e fazenda. Se perder, volta à sua vidinha de fazendeiro com cargo em Brasília. Se vencer, mais uma vez ficará apagado, pois a turma do senador de todos não o deixará brilhar ao lado do "gogó de veludo" que fantasia a imaginação da amiga dona de casa...
 
Fabio Freitas em 16/10/2012 08:48:59
Realmente o Azambuja demorou muito para tomar uma decisão, isso arranhou sua imagem para aqueles que nele votou no 1º turno, porém foi coerente em sua decisão. Podemos notar também que ele estava muito desconfortavel durante a sua coletiva, pois apoiar Bernal é dar um tiro no escuro, as consequências virão depois, podem esperar.
 
ana cardozo em 16/10/2012 08:14:28
Desejo muito sucesso em sua caminhada Azambuja, votei em você para Deputado Estadual e Federal e para Prefeito, pois confiava em você e na sua linha de pensamento. Contudo, foi decepcionante sua decisão em apoiar um candidato que todo e qualquer eleitor consciente sabe que não está preparado e qualificado para administrar uma capital com quase 1 milhão de habitantes. Talvez meu voto não faça diferença para você, mas tenha a certeza que o meu voto, você o perdeu. Infelizmente, perdi a confiança.
 
antonio lopes em 16/10/2012 08:13:15
Ao imagirnarmos se não esta na hora de mudar, é preciso olhar para trás e verificar como estava e como atualmente esta a cidade. E se olharmos sem ver com olhos na política, observaremos que ela esta linda, houve destacada melhora nos bairros, não temos favelas, foram construidas interessantes e necessárias avenidas, etc. E muitos proprietários de imóveis localizados em alguns pontos da cidade, que nada valiam, hoje colhem uma valorização de sua casa nunca imaginada. Por isso não podemos entregar a administração do município nas mãos de pessoas menos qualificadas. Assim o eleitor precisa, de fato, votar com consciência.
 
julio Nogueira em 16/10/2012 06:53:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions