A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/10/2013 06:00

Vereadora e vereador brigam por marido e mulher

Edivaldo Bitencourt

Sessão rápida - Os deputados estaduais começaram a sessão às 9h30 e logo às 10h30 já havia acabado, depois da apresentação das indicações logo foi para o grande expediente e ordem do dia, sem que ninguém pedisse a palavra livre ou fizesse um discurso. Os debates foram deixados de lado.

Feriadão - Alguns já informaram que não vão comparecer na quinta-feira, já que é véspera de feriado e alguns vão emendar para uma viagem ou visita as bases políticas. Já teve deputado prevendo que a sessão de hoje será deserta e com poucos discursos e nenhum projeto em vista.

Outubro rosa - O deputado Zé Teixeira se empolgou com as ações do outubro rosa e já apresentou um projeto de lei que visa tornar a data e o mês oficial no calendário de Mato Grosso do Sul, para que esta campanha já se torne permanente nas ações do executivo e legislativo.

Coerência familiar – Rendeu, pelo segundo dia consecutivo, polêmica o fato de Flávio Brito, diretor da Fundesporte, ser casado com a vereadora Luiza Ribeiro (PPS). Chiquinho Telles (PSD) cobrou coerência familiar à parlamentar, que integra a base de Bernal, enquanto o marido é aliado de André Puccinelli (PMDB). Na terça-feira, a rusga foi com Airton Saraiva.

Eu falo com a sua mulher- Luiza Ribeiro ficou irritada com a cobrança feita pelos vereadores de oposição. Ela pegou o celular e mandou Chiquinho falar com o marido, que é da oposição. E depois, saiu-se com essa: “eu falo com a sua mulher?”. Após chama-lo de machista, a parlamentar pediu desculpas para o parlamentar.

Sustar – Não é apenas o Tribunal de Contas do Estado (TCE) que quer melar o contrato entre a prefeitura e o Posto Emanuelle. Ontem, Saraiva anunciou que vai pedir para Comissão de Constituição e Justiça buscar um meio de suspender os negócios entre o estabelecimento e o município. O posto firmou contrato de emergência sem licitação.

Cadê o Jamal – Os vereadores continuaram especulando, ontem, o paradeiro do vereador Jamal Salem (PR). Após sumir e ajudar a livrar o prefeito Alcides Bernal da Comissão Processante, ele não apareceu na sessão ontem. O presidente da Câmara, Mario César (PMDB) revelou que ele está participando de um congresso de médicos em São Luiz (MA).

Piorou – Durante a sessão comunitária no bairro Campo Novo, um morador cobrou agilidade na realização de exames da próstata. Como Jamal é médico urologista, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), brincou. “Agora vai piorar, já que Jamal sumiu”, previu.

Bernal x Carla – A vereadora Carla Stephanini (PMDB) está, literalmente, em guerra com o prefeito. Ela voltou a ataca-lo após ele culpar o PMDB pelos problemas enfrentados no município. “Não é homem público para o diálogo”, afirmou. “É improdutivo”, acusou, sobre o fato de ter mandado poucos projetos para o legislativo municipal.

Conta errada – No afã de acusar Bernal, Carla Stephanini errou nas contas. Ela disse que ele só enviou “dois projetos para a Câmara”. No entanto, foram quatro: criação das secretarias da Mulher e Juventude, da suplementação, de empréstimo de R$ 420 milhões e do Orçamento para 2014.

(colaboraram Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


Prezado Ênio, se vc mora em floripa,mesmo sendo daqui não está bem informado para dar palpite na nossa política, o buraco é mais embaixo, a vontade do povo tem que ser respeitada,se querem tirar alguém esperem a próxima eleição.
 
jorge cabral em 13/10/2013 10:31:45
os vereadores não estão fazendo seus deveres. e sim seus interesses particulares e interesses partidários, não estão a favor do povo. os eleitores estão de olho nas próximas eleições. tamos de olho.
 
saddy ruiz barros em 11/10/2013 20:34:55
Sou de Campo Grande moro em Floripa e estou envergonhado ver minha cidade ser destruida por uma so pessoa vamos dar um basta nisso campo grande.
 
enio maia em 11/10/2013 10:25:02
isso que é baixaria, credo politica é tão suja
 
angelica miranda em 10/10/2013 08:05:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions