A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/10/2013 06:00

Vereadora e vereador brigam por marido e mulher

Edivaldo Bitencourt

Sessão rápida - Os deputados estaduais começaram a sessão às 9h30 e logo às 10h30 já havia acabado, depois da apresentação das indicações logo foi para o grande expediente e ordem do dia, sem que ninguém pedisse a palavra livre ou fizesse um discurso. Os debates foram deixados de lado.

Feriadão - Alguns já informaram que não vão comparecer na quinta-feira, já que é véspera de feriado e alguns vão emendar para uma viagem ou visita as bases políticas. Já teve deputado prevendo que a sessão de hoje será deserta e com poucos discursos e nenhum projeto em vista.

Outubro rosa - O deputado Zé Teixeira se empolgou com as ações do outubro rosa e já apresentou um projeto de lei que visa tornar a data e o mês oficial no calendário de Mato Grosso do Sul, para que esta campanha já se torne permanente nas ações do executivo e legislativo.

Coerência familiar – Rendeu, pelo segundo dia consecutivo, polêmica o fato de Flávio Brito, diretor da Fundesporte, ser casado com a vereadora Luiza Ribeiro (PPS). Chiquinho Telles (PSD) cobrou coerência familiar à parlamentar, que integra a base de Bernal, enquanto o marido é aliado de André Puccinelli (PMDB). Na terça-feira, a rusga foi com Airton Saraiva.

Eu falo com a sua mulher- Luiza Ribeiro ficou irritada com a cobrança feita pelos vereadores de oposição. Ela pegou o celular e mandou Chiquinho falar com o marido, que é da oposição. E depois, saiu-se com essa: “eu falo com a sua mulher?”. Após chama-lo de machista, a parlamentar pediu desculpas para o parlamentar.

Sustar – Não é apenas o Tribunal de Contas do Estado (TCE) que quer melar o contrato entre a prefeitura e o Posto Emanuelle. Ontem, Saraiva anunciou que vai pedir para Comissão de Constituição e Justiça buscar um meio de suspender os negócios entre o estabelecimento e o município. O posto firmou contrato de emergência sem licitação.

Cadê o Jamal – Os vereadores continuaram especulando, ontem, o paradeiro do vereador Jamal Salem (PR). Após sumir e ajudar a livrar o prefeito Alcides Bernal da Comissão Processante, ele não apareceu na sessão ontem. O presidente da Câmara, Mario César (PMDB) revelou que ele está participando de um congresso de médicos em São Luiz (MA).

Piorou – Durante a sessão comunitária no bairro Campo Novo, um morador cobrou agilidade na realização de exames da próstata. Como Jamal é médico urologista, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), brincou. “Agora vai piorar, já que Jamal sumiu”, previu.

Bernal x Carla – A vereadora Carla Stephanini (PMDB) está, literalmente, em guerra com o prefeito. Ela voltou a ataca-lo após ele culpar o PMDB pelos problemas enfrentados no município. “Não é homem público para o diálogo”, afirmou. “É improdutivo”, acusou, sobre o fato de ter mandado poucos projetos para o legislativo municipal.

Conta errada – No afã de acusar Bernal, Carla Stephanini errou nas contas. Ela disse que ele só enviou “dois projetos para a Câmara”. No entanto, foram quatro: criação das secretarias da Mulher e Juventude, da suplementação, de empréstimo de R$ 420 milhões e do Orçamento para 2014.

(colaboraram Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



Prezado Ênio, se vc mora em floripa,mesmo sendo daqui não está bem informado para dar palpite na nossa política, o buraco é mais embaixo, a vontade do povo tem que ser respeitada,se querem tirar alguém esperem a próxima eleição.
 
jorge cabral em 13/10/2013 10:31:45
os vereadores não estão fazendo seus deveres. e sim seus interesses particulares e interesses partidários, não estão a favor do povo. os eleitores estão de olho nas próximas eleições. tamos de olho.
 
saddy ruiz barros em 11/10/2013 20:34:55
Sou de Campo Grande moro em Floripa e estou envergonhado ver minha cidade ser destruida por uma so pessoa vamos dar um basta nisso campo grande.
 
enio maia em 11/10/2013 10:25:02
isso que é baixaria, credo politica é tão suja
 
angelica miranda em 10/10/2013 08:05:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions