ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 17º

Artes

Bruna fala do carinho e coisas que Manoel de Barros pediu “segredo”

Atriz Bruna Lombardi foi convidada especial de evento no lar de Manoel de Barros, que virou centro cultural

Jéssica Fernandes | 20/10/2022 06:40
Bruna Lombardi foi convidada de honra para 2º evento na Casa-Quintal Manoel de Barros. (Foto: Kísie Ainoã)
Bruna Lombardi foi convidada de honra para 2º evento na Casa-Quintal Manoel de Barros. (Foto: Kísie Ainoã)

Na década de 1990, Bruna Lombardi chegava à Rua Piratininga, 363, no Bairro Jardim dos Estados, para entrevistar Manoel de Barros. Descrito por ela como um ‘encontro de vida’, a conversa com o poeta posteriormente foi exibida no “Gente de Expressão”. Na noite de quarta-feira (19), a atriz retornou ao lugar que há quase 8 anos perdeu seu morador mais ilustre.

Inaugurada no mês passado como centro cultural, a Casa-Quintal Manoel de Barros foi mostrada em detalhes em outra reportagem do Lado B. De poema inédito ao acervo pessoal intacto, o projeto proporciona um mergulho na vida do escritor.

Bruna Lombardi foi a convidada de honra no segundo evento realizado no espaço que, dessa vez, exibiu a célebre entrevista que Manoel concedeu à ela. Ao Lado B, a atriz recordou a experiência, falou sobre a admiração que sente por Manoel e a importância de preservar o legado deixado pelo mesmo.

Atriz recorda entrevista que fez com o poeta na década de 1990. (Foto: Kísie Ainoã)
Atriz recorda entrevista que fez com o poeta na década de 1990. (Foto: Kísie Ainoã)

Ao chegar na casa, Bruna relata que ainda estava assimilando as primeiras sensações. “A chegada ainda tem que absorver, porque tem muita gente e quando vim era só a gente. Tínhamos uma coisa com muito silêncio, conversa, demorava e era muita conquista de intimidade e confiança”, fala.

Em relação à conversa com o poeta, ela revela que foi desafiador decidir o que seria aproveitado para ser exibido na televisão. “Foi difícil, tudo era maravilhoso, mas pra mim era muito importante naquele momento estar resgatando e é como agora”, afirma.

Coisas que ficaram segredo

A entrevista concedida na década de 1990 foi uma das raras ocasiões onde Manoel aceitou ser gravado. Para conseguir ter um encontro frente à frente com o poeta, Bruna garante que não precisou insistir muito.

“Eu consegui a confiança dele bem depressa e isso me orgulhou. Me deu muito o sentimento [...]. E eu era de confiança, por exemplo, ele me mostrou os cadernos dele, tinha coisas que ele falou para não mostrar a ninguém e nunca mostrei. Então, tem esse lado, esse respeito pela pessoa”, declara.

Escritora fala que conquistou a confiança do poeta na época.  (Foto: Kísie Ainoã)
Escritora fala que conquistou a confiança do poeta na época.  (Foto: Kísie Ainoã)

A amizade entre ambos, conforme a atriz, aconteceu ‘logo de cara’. Descrito por ela como alguém muito ‘divertido e simpático’, Manoel é um dos ídolos que Bruna afirma ter tido a honra de conhecer. “Pra mim o grande elogio é o prazer mesmo do convívio com ele e ter dito em vida o quanto o admirava, o quanto era leitora, o quanto amava a poesia dele e o quanto era importante para o mundo”, ressalta.

Poeta, Bruna sempre consumiu o gênero literário onde Manoel de Barros se consagrou a nível internacional. De tanto ler poesia, Bruna encontrou de forma casual as produções dele. “Eu descobri rapidamente, porque quem busca poesia, a poesia chega a você com muita facilidade. Então, eu já lia bastante Manoel e já era intima quando o conheci pessoalmente. Eu acho que o grande privilégio é poder ter conhecido meus ídolos muito de perto e ter tido essa troca profundamente”, comenta.

O legado de Manoel - Durante a entrevista ao Lado B, a artista destacou mais de uma vez que é necessário defender a história e o trabalho do poeta. “A gente tem que preservar demais o grande e extraordinário talento desse poeta e desse ser humano grandioso que escreveu sobre o ínfimo, o pequeno”, frisa.

Por essa razão, ela acredita que a Casa-Quintal Manoel de Barros é um centro cultural com importância nacional. “Esse é um lugar importante para o Brasil, é fundamental. Eu acredito que Campo Grande merece ter um poeta tão imenso. Seria fundamental não esquecer e fazer disso um motivo de visitação para que a obra dele seja divulgada. [...] Eu acho que é importante todo mundo colaborar um pouquinho para que isso aconteça”, pontua.

Após mais de 30 anos, Bruna segue guardando com carinho a troca que viveu com Manoel de Barros. “Foi um encontro de vida, tenho muita gratidão”, conclui.

O próximo evento no espaço cultural ocorre no dia 10 de novembro com show acústico de Tetê Espindola.  Quem quiser acompanhar o trabalho do projeto, o perfil no Instagram é @casaquintalmanoeldebarros

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias