A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

08/11/2017 08:06

Chove em ao menos 4 cidades e Inmet alerta para risco de tempestade em MS

Em boletim emitido pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) nesta terça-feira (7), com duração prevista até às 11h desta quarta-feira (8), há risco de chuvas intensas de até 50 milímetros por dia

Viviane Oliveira e Helio de Freitas, de Dourados
Chove fraco em Dourados. Por volta das 8h, o Guia Clima da Embrapa havia registro dois milímetros de chuva na cidade  (Foto: Helio de Freitas)Chove fraco em Dourados. Por volta das 8h, o Guia Clima da Embrapa havia registro dois milímetros de chuva na cidade (Foto: Helio de Freitas)

Com alerta de tempestade para todos os municípios de Mato Grosso do Sul, pelo menos quatro já registraram chuva nesta manhã. Por enquanto choveu em alguns bairros da região Norte de Campo Grande, Dourados e Bonito. Em Ponta Porã, chove desde a meia-noite e até às 8h o volume registrado por lá era de 13,2 milímetros.

Em boletim emitido pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) nesta terça-feira (7), com duração prevista até às 11h desta quarta-feira (8), há risco de chuvas intensas de até 50 milímetros por dia, ventos de 60 km/h e queda de granizo.

Também há possibilidade de queda de galhos de árvores e alagamentos em ruas e casas. A temperatura máxima no Estado deve ficar na casa dos 33°C. Essas áreas de instabilidade se formaram por causa da passagem de cavados - fenômeno que aumenta as condições para a chuva - de rápida propagação. 

As chuvas que caíram nos últimos dias causaram transtornos aos moradores, principalmente em Novo Horizonte do Sul, distante 329 quilômetros de Campo Grande. Lá, uma estrada da zona rural foi destruída e os moradores ficaram isolados.

No mesmo dia, na Capital, casas do Residencial Pedro Teruel Filho foram alagadas. O aguaceiro também transformou algumas ruas em rios e abriu mais buracos na cidade. Na Avenida Ministro João Arinos, saída para Três Lagoas, por exemplo, o asfalto começou a ceder dando espaço a crateras.

No último sábado (4), temporal com ventos de 65 km/h derrubou parte da cobertura do posto de combustíveis Divisa, que fica na MS-164, em Ponta Porã. Além da cobertura que foi destruída, houve registro de quedas de árvores e destelhamento de casas. Até uma torre de internet caiu sobre uma residência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions