ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 30º

Política

Assembleia Legislativa aprova 10% de vagas da Uems para estudantes de MS

Projeto tem a intenção de garantir vagas a estudantes que moram por pelo menos 10 anos no Estado

Por Leonardo Rocha | 21/05/2020 11:05
Sede da Uems, em Dourados (Foto: Divulgação)
Sede da Uems, em Dourados (Foto: Divulgação)

Os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto que concede 10% de vagas na Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) a estudantes que residem por pelo menos 10 anos em Mato Grosso do Sul. Esta reserva será para os cursos de graduação da instituição.

A proposta ainda estabelece que esta cota seja para vagas de acadêmicos selecionados por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Processo Seletivo da Uems e até transferências externas (estudantes). Caberá a Secretaria Estadual de Educação acompanhar e avaliação a aplicação deste programa.

Também fica definido que as vagas destinadas aos candidatos indígenas ou negros que não forem preenchidas nos cursos (graduação), serão destinadas para estudantes regionais. A proposta agora segue para segunda votação, antes de seguir para sanção do governo.

Motivos - “O programa de reserva de vagas busca a garantia que um maior número de profissionais formados pela UEMS permaneça em nosso Estado e exerçam aqui as suas atividades, beneficiando, assim, a população sul-mato-grossense nas mais diversas áreas”, justificou o autor, o deputado Paulo Corrêa (PSDB).

O autor justifica que muitos acadêmicos migram para o Estado, para realizar a graduação e depois retornam para seus estados de origem ou seguem para outras regiões, sem permanecer aqui para exercer a profissão.

 “Desse modo, ocorre evidente prejuízo ao Estado, tendo em vista que os investimentos realizados para a formação de bons profissionais nas mais diversas áreas, não estão sendo aproveitados por nossa população, mas por moradores de outras regiões”, disse ele.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário