A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/07/2013 14:53

Bernal adota prática de sancionar lei de aliado e vetar de oposicionista

Zemil Rocha
Dois projetos de Mario Cesar, também sobre o crack, foram vetados por Bernal (Foto: Arquivo)Dois projetos de Mario Cesar, também sobre o crack, foram vetados por Bernal (Foto: Arquivo)

O prefeito Alcides Bernal (PP) sancionou nesta quarta-feira (3) a lei que institui a Semana de prevenção e combate ao uso de crack, drogas e afins no Município de Campo Grande, cuja autoria é do vereador Gilmar da Cruz (PRB), que integra sua reduzida base de apoio na Câmara. O projeto trata de um tema que foi objeto de dois projetos de lei, de autoria do presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), vetados por Bernal.

A nova lei, de nº 5.201, estabelece que a Semana de prevenção e combate ao uso de crack será celebrada anualmente na última semana do mês de junho, devido às comemorações do Dia Mundial de Combate às Drogas, celebrado no dia 26 de junho. Os eventos serão realizados na rede do ensino municipal, centros esportivos, centros de juventude, postos de saúde, clínicas de dependentes químicos, terminais de transporte coletivo e em lugares públicos.

Conforme a nova lei, a prevenção acontecerá através de palestras com profissionais na área de saúde que informarão à sociedade sobre os malefícios causados pelo crack e as drogas, panfletos e banners com informativos sobre como se prevenir. As palestras serão realizadas em rede do ensino municipal, centros esportivos, centros de juventude e em clínicas de dependentes químicos. Os panfletos e banners com informativos sobre como se prevenir do crack e das drogas deverão ser disponibilizados em terminais de transporte coletivo e em lugares de concentração de pessoas.

Durante a semana, o meio de incentivo ao combate ao crack e as drogas serão o esporte, lazer e atividades de formação como cursos de informática. O programa de incentivo visa tirar os jovens das drogas e fazer com que eles não voltem mais a consumir.

Quanto aos dois projetos vetados por Bernal, de autoria do vereador Mario Cesar, que integra a maioria oposicionista da Câmara, com 20 dos 29 vereadores, um prevê pena de multa dobrada e 10% a título administrativo para proprietários que não atuarem na prevenção da dengue mantendo limpos os seus terrenos e outro sobre a criação do Disque-Dengue. Ambos vetos foram derrubados pelos vereadores na sessão no dia 18 de junho, inclusive com apoio de integrantes da base de apoio de Bernal.

 

 



Todos os dias deveriam ser de combate ao uso de drogas, não só de crack. E nossos eleitos fazendo guerrinha de poder por causa de uma lei ridícula. Se a semana é em junho, somente em 2014 o tema será abordado nas escolas municipais. Grandes poderosos.
 
Marta Otto em 04/07/2013 01:32:15
Olha Roberto eu não consigo entender um prefeito que tem aproximadamente 700 milhões em caixa, por que precisa de mais 420 milhões? E como a Câmara vai liberar mais dinheiro, isto sim em um absurdo você não acha?
 
Roberto abraao em 03/07/2013 21:08:20
Correto! Uma vez que a Camara dos vereadores não coopera com o prefeito, como estamos vendo com relação a mobilidade urbana e sobre a pavimentação, nada mais justo por parte dele também não colaborar. É isso que os vereadores tem feito em 06 meses de gestão do Prefeito. E quem perde com isso é a população sempre!
 
Roberto Soares em 03/07/2013 15:52:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions