A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

15/11/2014 09:09

Câmara cria CPI para investigar irregularidades em contratos da Prefeitura

Ludyney Moura

A Câmara Municipal de Paranhos, distante 469 quilômetros da Capital, criou esta semana uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o prefeito Júlio César de Souza (PDT), por supostas irregularidades na aplicação de recursos da educação e no pagamento de assessorias técnicas de alto custo.

“São muitas irregularidades, além da questão do desvio de recursos da educação, tem problemas com as licitações, direcionamento e superfaturamento. O prefeito está muito desgastado e sua administração é um caos”, disse o vereador Aldimar Dias (PMDB), o Dinho, ao Campo Grande News.

Ainda segundo o peemedebista, no município de 12,5 mil habitantes existe apenas um médico apto a atender a população no hospital da cidade, os outros três cubanos que chegaram por meio do “Mais Médicos” só realizam atendimento nas unidades básicas.

“A gestão é vergonhosa. Ele demitiu um médico, Dr. Luciano Rodrigues, por perseguição política. Uma pessoa querida na cidade, era daqui, saiu para estudar e voltou para trabalhar em Paranhos. A população está descontente”, afirmou Dinho.

Os nomes dos integrantes da comissão deverão ser votados no começo da próxima semana. Dos nove vereadores do legislativo paranhense, seis assinaram o pedido de investigação, além de Aldimar, Hélio Acosta, Osmar Pereira Cordeiro, Romaldo Zonatto, Paulo Rufino e Elizabeth Benites, todos do PSDB, aprovaram a CPI.

Os vereadores querem investigar um suposto favorecimento do prefeito a um vereador de sua base na Câmara, que teria fechado um contrato de fornecimento de sua empresa particular com a Prefeitura.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions