A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

05/10/2010 15:45

Candidatas conquistam apenas 5,5% dos votos

Redação

Apesar de ter a maioria do eleitorado feminino, Mato Grosso do Sul elegeu apenas duas mulheres para deputada estadual. A rejeição às mulheres fica expressa em números.

Dos 246 candidatos às 24 cadeira da Assembleia Legislativa, 185 eram homens. Eles conquistaram 87% dos votos válidos. Elas, com apenas 61 candidatas, conseguiram 5,5% dos votos. Ao todo, foi contabilizado 1,2 milhão de votos válidos.

No Estado, foram eleitas Dione Hashioka (PSDB) e Mara Caseiro (PtdoB). Dione, que chegou ao poder legislativo em 2006, é esposa do ex-prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka. Mara é ex-prefeita de Eldorado.

Dentre os 20 candidatos a deputado estadual que registraram menos de 50 votos, 11 são mulheres. Marlene Cométicos (PTC) aparece com dois votos. "Achei que fosse mais fácil. Que ia conseguir 5 mil, 6 mil votos. Mas acabei gastando demais", relata. Ela ainda negocia o pagamento de seus 25 cabos eleitorais.

"Na última semana, desisti. Pedi para a minha secretária ligar para 3 mil pessoas e dizer que não precisavam votar em mim, que votassem no seu candidato".

O fracasso da primeira experiência nas urnas virou lição para o próximo desafio. "Quero ser candidata a vereadora.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions