A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/07/2013 13:02

Jerson critica plebiscito e diz que população tem outras prioridades

Leonardo Rocha
Jerson diz que população quer ações imediatas na saúde e educação (Foto: divulgação)Jerson diz que população quer ações imediatas na saúde e educação (Foto: divulgação)

O deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa, declarou que o plebiscito, sugerido pela presidente Dilma Rousseff (PT), não poderá ditar os rumos da reforma política no país, já que apesar de sua elaboração a população não saberá votar sobre assuntos tão difíceis e complexos em um curto período de tempo.

De acordo com ele, esta responsabilidade precisa ser imposta ao Congresso Nacional, que pressionado pelas ruas, começará a fazer uma discussão sistemática sobre o tema. “Eles (parlamentares) terão que entrar em consenso e destravar esta questão que já está parada há muito tempo em Brasília”, destacou.

Jerson também fez questão de frisar que a população demonstrou durante o protesto que tem outras prioridades além da reforma política. “Os manifestantes querem medidas imediatas para melhorar os serviços públicos como transporte, saúde e educação, a questão de regras eleitorais não foi a principal reivindicação”, ponderou.

O deputado ainda argumentou que o Congresso deve conduzir o pleito eleitoral e não deixar para justiça eleitoral decidir as regras a toda nova eleição. “Esta prerrogativa (regra) que cabe ao legislativo está em constante mudança pela justiça, porque os deputados e senadores não se posicionam”, acrescentou ele.

Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


Para os políticos da estirpe do Sr. Jerson Domingos a população é incapaz, incompetente, para opinar sobre assunto de plebiscito, é por isso que temos um país viciado com tantas desigualdades sociais. Outra coisa falar em mudança para os políticos "raposas velhas" é assunto bastante indigesto. Um "velho axioma" deixa como está para ver como fica. Todo político que faz da politica um cabide de emprego teme a mudanças.Disso a população está cheia, o "cálice derramou". Na próxima eleição políticos que não tem se alinhado com os anseios do povo pode pegar as suas malas e vai fazer outra coisa. Fiquem espertos Srs. políticos!!!. "sabichões"!!!.
 
João Alves de Souza em 08/07/2013 04:38:57
Continuando 2...

Ser político não é comprar fazenda após um ano de mandato. Ser político deveria ser voluntariado, trabalhar em favor dos que não tem voz para exigir (aqueles não tem acesso aos canais para exigir seus direitos sagrado) uma vez que é o povão que mantém suas mordomias e sujeiras que todos sabem.

 
LUIS CARLOS MARTINS em 07/07/2013 14:14:21
Continuando.....
Pagar IPTU e ainda arcar com o custo do condomínio por que não tenho segurança para morar em uma casa isolada. Ser obrigado a votar a cada 2 anos em candidatos que não vão resolver os problemas da população. Ter que aturar (a custos altíssimos) os Tribunais de Conta da vida passando a mão na cabeça dos safados corruptos (a raposa cuidando do galinheiro). Pagar um dos combustíveis mais caros do mundo (75% gasolina, 25% álcool), enquanto países vizinhos que importam nosso combustível vendem a preços bem mais acessíveis, e gasolina pura. Pagar por 30 anos uma aposentadoria de 6, 7, 8.... mil reais e me aposentar com R$ 3.900 e poucos reais. Por isso e muito mais "nobre deputado" exigimos que mudem a postura, a ética, a forma de fazer política.
 
LUIS CARLOS MARTINS em 07/07/2013 14:08:50
Concordo plenamente "nobre deputado" não queremos plebiscito ou referendo (que só vai gerar despesas desnecessárias e confundir ainda mais a cabeça do povão), além de ser uma forma de mascarar o que a população realmente quer: que os políticos tomem vergonha na cara e passem a legislar a favor do povo. Que não trabalhem exclusivamente para defender interesses próprios ou de uma classe minoritária formada por empresários corruptores que sustenta a corrupção neste país. Que façam as leis valerem para todos, do mais humilde trabalhador ao presidente(a) da República. De que adianta eu pagar 27;5% de IR se tenho que pagar plano de saúde e escola particular para meu filho? Pagar IPVA para desviar de buracos nas ruas e estradas.
 
LUIS CARLOS MARTINS em 07/07/2013 13:47:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions