A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/07/2013 09:54

Moka contesta plebiscito e diz que “povo quer saúde melhor e o fim da corrupção”

Ângela Kempfer
Senador Pedro Taques (PDT-MT) e Moka, ambos contra o plebiscito. Senador Pedro Taques (PDT-MT) e Moka, ambos contra o plebiscito.

O presidente da Comissão de Assuntos Sociais, o senador Waldemir Moka (PMDB), também assumiu postura contra a realização de um plebiscito no Brasil para definir pontos da Reforma Política.

Na avaliação dele, as manifestações realizadas pelo País são claras, servem para pedir melhorias nos sistemas de saúde, de segurança e educacional e não pela realização de consulta popular.

Em aparte ao senador Pedro Taques (PDT-MT), durante sessão de ontem na Câmara Federal, ele apoiou o colega pedetista que considera farsa a proposta do governo de realizar plebiscito.

“Não vi qualquer cartaz pedindo plebiscito. Vi sim as pessoas gritando por melhorias na saúde, por mais recursos para a educação e mais segurança, além do fim da corrupção no país”, disse Moka.

Para reforçar a posição, ele citou estatísticas. “Mais de 40% das pessoas estão insatisfeitas com a saúde, depois educação e outros temas, como corrupção. Devíamos estar debatendo a destinação de 10% da arrecadação da União na área de saúde. O momento é discutir os pleitos da sociedade, manifestados durante os protestos”.

Na opinião dele, o Brasil realmente precisa de reforma política para regular o sistema eleitoral, mas Moka defende discussão com calma, independente das questões mais emergenciais colocadas pelos protestos.

Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


Parabéns!! Nosso Senador, não esperava uma postura diferente da sua pessoa, fico muito feliz! por estarmos muito bem representado, por favor! não deixa esse povo nos enrolar novamente.
 
marinelsa b. woiciek em 04/07/2013 22:08:01
nao fique so na falacia MOKA, sei la qual e seu cargo politico... pegue seu chapeu e va para casa descansar pois nao vejo suas atitudes onde quer que voce esta trabalhando...deixe para outro ai conseguir arrumar a vida na politica brasileira.
 
LIANS DENNER PENHA EVANGELISTA em 04/07/2013 16:10:20
Sou a favor da pena de morte, desde que , em 1º lugar, sejam condenados á pena capital os POLÍTICOS CORRUPTOS!
 
MARCELLO MENDES em 04/07/2013 15:27:41
A petezada viu que a água bateu no pescoço da Dilma e quer porque quer provar q a história do plebiscito é boa coisa. Pano de fundo para encobrir os problemas graves de gestão e sobre o caos da saúde, da segurança e tantas outras coisas. Parabenizo o Senador Moka.
 
Rose V Teixeira em 04/07/2013 15:08:49
Parabéns Senador Moka!!! O Sr. me representa
 
Jean Oliveira em 04/07/2013 14:49:44
O que é mais importante é saber se essa "tal" reforma política vai acabar com a corrupção, impunidade, desrespeito à leis, e tudo mais que gera a revolta da população. Não adianta nada fazer o plebiscito, o povo escolher, e a bandidagem continuar na política. O povo quer é mudança URGENTE, melhoria na educação, saúde, transporte.
 
Paulo Santos em 04/07/2013 13:40:19
Eu sugiro ao Moka que Ele mande um projeto reduzindo o número de deputados para 2 por Estado no Congresso e excluindo Senador.
 
luiz alves em 04/07/2013 10:45:38
Tinha que ser o Moka mesmo, quantos anos essa criatura está lá? Sem pressão nunca haverá reforma política e sem reforma nada vai mudar e continua a corrupção. O povo tem que ser consultado sim e em mais mudanças como : Pena de morte, redução de maioridade e outros.
 
luiz alves em 04/07/2013 10:43:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions