A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/03/2016 18:52

Para Reinaldo, momento de crise no País é vergonhoso e preocupante

Reinaldo criticou nomeação de Lula, por Dilma: "Tem de pensar nas pessoas, e não defender um partido"

Mayara Bueno e Michel Faustino
Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta quinta-feira (17). (Foto: Alan Nantes)Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta quinta-feira (17). (Foto: Alan Nantes)

O momento é vergonhoso e preocupante, disse o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta quinta-feira (17), durante seu discurso na inauguração da Central do Cidadão.

A declaração é referente ao atual momento do País, que registra hoje uma série de protestos, depois da nomeação, que foi suspensa, do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Para Reinaldo, a política “tão desmoralizada” tem levado a população a pedir a volta de ditadura, “o que não é o ideal”. Ele criticou a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), que deve enfrentar o processo de impeachment na Câmara dos Deputados. “A presidente não tem de proteger um partido, o governo é para as pessoas”, disse em relação à nomeação de Lula na Casa Civil.

A postura da presidente, diz, tem gerado crise que “afeta a todos e a todos os setores”. “O momento é vergonhoso e preocupante. Se o ex-presidente cometeu algum ilícito terá que pagar por isso e o governo cumprir seu papel”.

Nesta quinta-feira (17), o País já viu Lula ser empossado como ministro-chefe da Casa Civil, sob protestos em Brasília e São Paulo, minutos depois a divulgação de uma decisão que suspendeu a nomeação. Em resposta, movimentos estão indo às ruas em protesto. Na Capital, pelo menos 250 pessoas já se reúnem na frente da sede do MPF-MS (Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul), na Avenida Afonso Pena.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions