A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/10/2010 08:06

Prefeita organiza pagamento de fornecedores em Dourados

Redação

A prefeita de Dourados, Délia Razuk (PMDB), está encontrando dificuldades para organizar o pagamento de fornecedores nestes primeiros dias de administração.

Alguns contratos foram firmados com prazos muito curtos para pagamento, e o "abacaxi" acabou sendo deixado nas mãos de Délia, que assumiu a prefeitura na semana passada.

A prefeita recém empossada ainda não teve tempo sequer de visitar as secretarias que ficam no próprio prédio onde ela trabalha.

Outro "pepino" que Délia Razuk terá de resolver nos próximos dias é a nomeação de um novo secretário de Administração, já que Francisco Eduardo Custódio pediu exoneração. Esta é justamente uma das áreas mais delicadas já que demanda uma pessoa da inteira confiança da prefeita para a função.

Délia também não escolheu ainda seu chefe de gabinete, o que deve ser feito ainda esta semana.

Ela já nomeou Maurício Nogueira Rasslan para a Secretaria de Governo, cargo que até então estava sendo ocupado pelo ex-delegado de Polícia Carlos Alberto Farnesi.

Vice-presidente do PMDB, Antônio Nogueira foi escolhido para ocupar a pasta de Planejamento e Obras no lugar de Dirson Missio. Já o advogado Paulo César Nunes da Silva será o novo procurador Geral do Município, no lugar de Adilson Josemar Puhl.

Deve permanecer na secretaria de Saúde a médica Denize Nemirovsky, já que a escolha da pessoa para ocupar o cargo fez parte de um acordo entre entidades de profissionais da saúde, o então prefeito interino, Eduardo Machado Rocha, e a própria Délia, quando ainda era presidente da Câmara.

Ainda estão nos cargos, sem previsão de mudanças, Maurício Peralta (Agricultura, Indústria e Comércio), João Azambuja (Finanças), Paulo Figueiredo (Serviços Urbanos), Silva Júnior (Assessoria de Comunicação) e Itaciana Santiago (Assistência Social).

Délia assumiu a prefeitura no lugar do juiz Eduardo Machado Rocha, indicado interinamente para o cargo depois da prisão de Ari Artuzi (sem partido). O prefeito foi flagrado pagando propina a vereadores.

Por meio da operação Uragano, a Polícia Federal descobriu um esquema muito maior, envolvendo fraudes em licitações e desvio de dinheiro público. Alguns vereadores ainda estão presos, assim como a esposa do prefeito afastado, Maria Aparecida Freitas Artuzi.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions