A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

15/10/2015 12:28

Acusados de assalto e assassinato são presos e caçada chega ao fim

Helio de Freitas, de Dourados
Após passarem um dia escondidos na mata, os dois homens foram presos hoje em Juti (Foto: Divulgação)Após passarem um dia escondidos na mata, os dois homens foram presos hoje em Juti (Foto: Divulgação)

Foram presos na manhã desta quinta-feira (15) no município de Juti, a 320 km de Campo Grande, os dois homens acusados de ferir um sitiante e matar um caseiro durante assalto na madrugada de ontem na região de Dourados. Bruno Barros de Oliveira, 20, morador em Sarandi (PR), e outro identificado apenas como Valdeci Ferreira, foram descobertos por policiais militares de Juti, mas ainda não há detalhes da prisão.

Veja Mais
Mototaxista contratada por assaltante é localizada e busca em mata é suspensa
Suspeito de assassinato de caseiro é preso no PR; dois continuam foragidos

De acordo com o comandante da Polícia Militar em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva, os dois serão trazidos à tarde para a Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), onde já estão presos outros três integrantes da quadrilha.

Segundo o oficial, os dois estão sendo autuados pelos crimes provocados durante a fuga naquele município – trocaram tiros e balearam um policial rodoviário federal – e depois serão encaminhados para Dourados, para serem autuados por latrocínio (roubo seguido de morte).

Os dois homens presos hoje são acusados pela morte do caseiro Josias Leiva, 34, e pela tentativa de homicídio contra José Ricardo da Silva, 31, em uma casa na mesma região do latrocínio, nas margens da BR-463, entre Dourados e Ponta Porã.

Na casa de José Ricardo os bandidos não conseguiram cometer o assalto, mas do sítio onde mataram Josias eles levaram uma caminhonete F-1000 cinza, ano 90, abandonada na BR-163, próximo à mata onde se esconderam.

A polícia acredita que os dois saíram da mata durante a noite, depois que foi suspenso o cerco feito por pelo menos 70 policiais. As buscas ocorreram durante todo o dia ontem, mas os acusados só foram presos depois que saíram da mata.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions