A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

19/03/2014 08:10

Após mortes, profissionais da saúde de Corumbá são capacitados sobre a H1N1

Bruno Chaves
Capacitação de profissionais acontece até a próxima sexta-feira (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Capacitação de profissionais acontece até a próxima sexta-feira (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Cerca de 300 profissionais da saúde da rede pública de Corumbá – a 419 quilômetros de Campo Grande – iniciaram ontem (18) uma capacitação que discute o protocolo de tratamento da Influenza. O curso chega ao fim na próxima sexta-feira (21).

Veja Mais
Com três mortes confirmadas por H1N1, Corumbá não vai antecipar vacinação
Confirmado mais duas mortes e gripe H1N1 já matou três em Corumbá

Só este ano, a Cidade Branca confirmou três óbitos por causa da Gripe A (H1N1). Na capacitação, os profissionais recebem orientações sobre o protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde que define condutas que devem ser adotadas frente aos casos de Influenza.

Das mortes confirmadas em Corumbá, duas foram laboratoriais. O terceiro óbito foi confirmado por vínculo epidemiológico. Duas das vítimas eram parentes de primeiro grau, mãe e filho.

Conforme o Diário Corumbaense, o médico e coordenador do pronto-socorro municipal, Rogério Takaki Bento, que é responsável pela capacitação, explicou que a Gripe A (H1N1) tem tratamento. Ele esclareceu que a gripe é um vírus como outro qualquer.

“As pessoas ficam preocupadas porque ela tem um grau de mortalidade maior que o restante de outros vírus. Não quer dizer que por gripe H1N1, a pessoa vai morrer. Por isso que é importante boa alimentação, beber bastante líquido e ter hábitos saudáveis de vida”, pontuou ao jornal local.

O médico ainda garantiu que a Gripe A pode ser curada de acordo com o organismo da vítima, lembrando que a rede de saúde possui medicação específica para esse tipo de tratamento.

Plano de Contingência – A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria de Saúde, criou um Plano de Contingência para acompanhar a epidemiologia e a evolução dos casos de Gripe A na cidade.

Haverá monitoramento e notificação de casos suspeitos, capacitação e agentes multiplicadores em relação às ações de prevenção à H1N1 e palestras de orientação à comunidade.

A Secretaria de Saúde ainda informa que, independente dos casos notificados, a Campanha Nacional de Vacinação contra a H1N1 não será antecipada em Corumbá. Será seguido o calendário do Ministério da Saúde, que define o prazo de 14 de abril a 2 de maio para a vacinação.

Com três mortes confirmadas por H1N1, Corumbá não vai antecipar vacinação
Apesar da confirmação de três mortes causadas pelo vírus H1N1 em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, a Secretaria Estadual de Saúde de Mato G...
Confirmado mais duas mortes e gripe H1N1 já matou três em Corumbá
A assessoria de imprensa da SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou mais duas mortes por gripe H1N1 em Corumbá. Ambos os óbitos causados pela do...
Morte por H1N1 é confirmada, mas vacinação não é antecipada em Corumbá
Após confirmar uma morte por Influenza A, a Secretaria de Saúde de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, não deve solicitar a antecipação da ca...
Morte de paciente por H1N1 em Corumbá é confirmada por laboratório
Autoridades da aréa de Saúde de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, confirmaram o resultado positivo do exame de H1N1 realizado em São Paulo,...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions