A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

03/11/2014 10:00

Com chapa contestada na Justiça, sindicato de professores tem eleição hoje

Helio de Freitas, de Dourados
A atual vice-presidente do Simted Gleice Jane Barbosa encabeça chapa única (Foto: Divulgação)A atual vice-presidente do Simted Gleice Jane Barbosa encabeça chapa única (Foto: Divulgação)

Com chapa única e eleição contestada na Justiça, o Simted (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) de Dourados, a 233 km de Campo Grande, elege nesta segunda-feira a nova diretoria para o mandato de três anos. A única postulante que teve a chapa homologada pela comissão eleitoral é a atual vice-presidente Gleice Jane Barbosa. O sindicato tem em torno de 1.700 filiados e a votação ocorre durante todo o dia na sede da entidade.

Veja Mais
Sindicato de professores faz eleição com chapa única e inicia greve no dia 4
Oposição recorre à Justiça para suspender eleição em sindicato de professores

Três chapas se inscreveram, mas duas foram impugnadas por possuírem integrantes com cargo de confiança na prefeitura, segundo o sindicato. Uma desistiu da disputa e a outra, encabeçada pelo professor Raphael Ramos Spessoto, que recorreu à Justiça para tentar cancelar a eleição. Ele aponta uma série de irregularidades que teriam sido cometidas pela atual diretoria, inclusive fraude na alteração do estatuto para antecipar a eleição.

A ação foi impetrada na 4ª Vara Cível, mas a juíza Daniela Vieira Tardin considerou o juízo incompetente para analisar o caso por entender que processos envolvendo questões sindicais devem ser analisados pela Justiça do Trabalho.

O juiz do Trabalho Marco Antônio Miranda Mendes negou liminar para suspender a eleição e marcou a primeira audiência para o dia 13 de abril de 2015. Ele também solicitou ao Ministério Público que acompanhe o processo eleitoral do sindicato, para atuar na condição de fiscal da lei.

Na semana passada, aliados de Spessoto divulgaram uma carta nas escolas, informando sobre a impugnação da chapa e pedindo que os filiados não votem na eleição, o que poderia impedir a vitória de Gleice Jane Barbosa.

Ontem à noite, Gleice Jane revidou através de carta encaminhada aos meios de comunicação, acusando os opositores de tentarem desqualificar os integrantes de sua chapa, o processo eleitoral e o sindicato. “Essas pessoas ao invés de apresentarem propostas fazem críticas dirigidas ao sindicato, do qual eles mesmos fazem parte, atualmente, desqualificando a luta dos trabalhadores. Para tal intuito, questionam a democracia, a lisura da eleição e a idoneidade das pessoas, na tentativa de submeter a nossa categoria aos governantes, em especial à administração municipal”, diz a nota.

Na carta, Gleice Jane questiona: “o que é democracia para este grupo? Não conseguir montar chapa para disputar e culpar a comissão eleitoral? Questionar na justiça o resultado de uma decisão de categoria em assembleia, com o único objetivo de impedir um processo democrático legítimo as vésperas das eleições?”.

A chapa da situação afirma que o grupo opositor teve tempo suficiente para mostrar seu trabalho e montar uma chapa competitiva para disputar “com dignidade e em igualdade” de condições as eleições da nova diretoria do Simted. “Se assim não o fizeram, a responsabilidade por sua inércia deve ser atribuída única e exclusivamente ao próprio grupo. A oportunidade foi dada igualmente para ambas as chapas”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions