A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

11/05/2011 11:21

Computadores apreendidos após morte de PM em Dourados são periciados na Capital

Angela Kempfer
Computadores apreendidos. (Foto: Dourados News)Computadores apreendidos. (Foto: Dourados News)

Já estão em Campo Grande os dois computadores apreendidos no domingo, depois de confronto que provocou a morte do policial militar Sandro Alvares Morel, de 36 anos.

Os arquivos dos equipamentos serão periciados para detectar se é verdadeira a versão apresentada pela guarda municipal Zilda Arantes, que diz ter recebido proposta do policial federal Leonardo Pacheco de trocar sexo por drogas.

As conversar foram por MSN, sistema de comunicação na internet.

Leonardo foi indiciado por homicídio doloso pela morte do policial militar e também pela tentativa de homicídio após ferir outro policial, José Pereira de Souza, 29 anos.

O policial federal teria se auto-apresentado como traficante para a guarda municipal. Os dois teriam marcado um encontro amoroso no apartamento do agente.

A mulher comunicou a Polícia Militar do encontro com o suposto traficante. Na data marcada, ela foi acompanhada dos policiais Sandro e José Pereira até o local combinado.

Ao chegar ao apartamento do suposto traficante, Leonardo teria visto somente a agente da guarda municipal por meio do olho mágico e abriu a porta. Sandro teria entrado no apartamento e ordenando que o policial federal deitasse no chão. Não sabendo do que se tratava, Leonardo teria sacado a arma e atirado seis vezes em Sandro.

A guarda municipal saiu correndo do apartamento para se proteger, Leonardo foi atrás e trocou tiros com outro policial militar, José Pereira, que aguarda Sandro na entrada do condomínio. Tanto Leonardo como José pereira foram baleados na ocasião. (Informações do Dourados News)

PF nega envolvimento de agente que matou PM com o tráfico de drogas
Em nota oficial na manbã desta segunda-feira, a Polícia Federal de Dourados negou a princípio, o envolvimento do agente Leonardo de Lima Pacheco com ...
Policial Federal atingido em tiroteio em Dourados é identificado
O policial federal, Leonardo Pacheco, foi baleado na tarde deste domingo (8), no apartamento 31, do residencial Indaiá, no jardim Flórida I em Dourad...



A IMUNIDADE PARLAMENTAR QUE OS DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES TEM É FICHINHA EM RELAÇÃO A BLINDAGEM QUE É DADA AOS INTEGRANTES DA POLICIA FEDERAL POR PARTE DO JUDICIARIO, AUTORIDADES EXECUTIVAS E MIDIA. ESSE PESSOAL PODE COMETER ATROCIDADES INFINITAMENTE SUPERIORES ÀQUELAS VISTAS A ÉPOCA DA DITADURA E NADA LHES É IMPUTADO. DEPOIS VEM OS DISCURSOS DE JURISTAS DE QUE VIVEMOS A PLENA DEMOCRACIA DE ESTADO. A JUSTIÇA BRASILEIRA É UMA PIADA E A SERIEDADE DE NOSSO PAÍS É ALTAMENTE QUESTIONAVEL !!!
 
rafael amaral em 11/05/2011 02:01:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions