A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/08/2015 16:19

HU começa da “estaca zero” projeto de unidade para atender mulheres e crianças

Representantes da Ebserh e do escritório da ONU que vai elaborar projeto estão em Dourados para visita técnica ao hospital

Helio de Freitas, de Dourados
Visita ao HU de Dourados nesta quinta marca o reinício do trabalho para construção de unidade (Eliel Oliveira)Visita ao HU de Dourados nesta quinta marca o reinício do trabalho para construção de unidade (Eliel Oliveira)

Recomeçou oficialmente nesta quinta-feira (6), “da estaca zero”, o trabalho para construção de uma unidade voltada ao atendimento de crianças e mulheres no HU (Hospital Universitário) de Dourados, a 233 km de Campo Grande. Representantes da Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) e da Unops (Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos) iniciaram hoje uma série de visitas, levantamentos e reuniões para elaborar o projeto, que deve ficar pronto até o final do ano.

Veja Mais
Equipe da ONU vistoria HU para construir nova unidade de atendimento
Feita antes da greve, pesquisa aponta satisfação de 99% entre pacientes do HU

De acordo com o hospital da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), os R$ 12,9 milhões, liberados há dois anos para a obra e não utilizados dentro do prazo, serão mesmo devolvidos ao Ministério da Saúde e será preciso viabilizar outros recursos para a construção.

A superintendente do HU, Mariana Garcia Croda, disse que a visita das equipes marca o início de uma série de discussões e busca por recursos. Segundo ela, a Ebserh entendeu a gravidade da situação e decidiu se empenhar na elaboração e execução do novo projeto.

Perda de recursos – Sobre a perda dos recursos, a médica disse que o fato ocorreu por uma série de problemas com a empresa contratada para a execução do projeto anterior. “Foram vários problemas que geraram processos administrativos e consequentemente houve essa morosidade na execução. Agora estamos preparando a devolução do recurso para podermos buscar outros”, afirmou. Segundo ela, o HU não vai perder dinheiro, pois não gastou a verba, que será integralmente devolvida.

Financiamento – Já a supervisora regional da Ebserh, Valéria Fonseca de Paiva, disse que a busca por recursos está sendo avaliada “em todos os âmbitos”, inclusive a possibilidade de buscar outras fontes de financiamento.

“Vamos avaliar também o propósito assistencial dessa nova unidade, a demanda epidemiológica da região e outros fatores. Dourados tem uma importância muito relevante na questão da saúde e atende uma região ampla. Essa unidade vem qualificar a atenção para a criança e a mulher”, declarou. A equipe permanece em Dourados até esta sexta-feira.

Equipe da ONU vistoria HU para construir nova unidade de atendimento
Uma equipe formada por técnicos da Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) e do Unops (Escritório das Nações Unidas de Serviços para Pro...
Deputado diz que UFGD perdeu R$ 12,9 mi para construção de unidade de saúde
O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) afirmou nesta sexta-feira (19) que a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) perdeu quase R$ 13 milh...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions