A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

19/05/2015 11:26

Município tenta organizar regulação para melhorar atendimento em hospitais

Seminário com técnico do Ministério da Saúde reúne representantes de cidades da Grande Dourados para discutir regulação de pacientes

Helio de Freitas, de Dourados
Sebastião Nogueira, secretário de Saúde de Dourados, diz que regulação pode diminuir sofrimento de pacientes (Foto: Arquivo)Sebastião Nogueira, secretário de Saúde de Dourados, diz que regulação pode diminuir sofrimento de pacientes (Foto: Arquivo)

O município de Dourados, a 233 km de Campo Grande, responsável pelo atendimento de saúde a moradores de 33 cidades da região, quer intensificar a regulação de pacientes e melhorar o acesso ao SUS (Sistema Único de Saúde), principalmente nos hospitais. Já implantado pela Secretaria Municipal de Saúde, mas ainda esbarrando na falta de estrutura e de apoio das outras cidades e dos governos federal e estadual para ser melhorado, o sistema é encarado como um desafio.

Veja Mais
Com obra parada, governo quer construir Regional em outro lugar
Seminário vai discutir regulação do atendimento a pacientes da região

Para melhorar o serviço de regulação e envolver as cidades da macrorregião, começou na manhã de hoje e segue até esta quarta-feira o I Seminário Regional de Regulação de Saúde. O evento acontece no anfiteatro do bloco I da Unigran.

Além de profissionais da saúde de Dourados, participam do seminário os representantes de Juti, Angélica, Taquarussu, Laguna Carapã, Itaquiraí, Ivinhema, Sete Quedas e Amambai.

Fim do sofrimento – De acordo com o secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira, o objetivo principal da iniciativa de organizar a regulação é diminuir o sofrimento dos pacientes, que passam horas dentro de uma ambulância para percorrer o trecho entre a cidade de origem e os hospitais de Dourados.

“Muitas vezes o paciente sai de Batayporã, por exemplo, e vem para Dourados, quando deveria ser levado para um hospital de Nova Andradina, bem mais perto de sua casa. É esse controle que precisamos ter e para conseguir resultados precisamos do apoio de todos os municípios, principalmente dos grandes da região, como Nova Andradina, Naviraí e Ponta Porã”, afirmou Nogueira.

A primeira palestra do seminário foi ministrada pelo especialista em políticas públicas e gestão estratégica em saúde pela Fiocruz e representante do Ministério da Saúde nas áreas de Regulação, Controle e Avaliação do SUS, João Marcelo Barreto da Silva.

Dificuldades – Ele considerou importante a iniciativa da Secretaria de Saúde de Dourados em tentar organizar o sistema de regulação e elogiou o grande número de representantes das cidades da região no evento. Entretanto, alertou que o trabalho não é fácil. “É preciso ter equipe preparada para saber qualificar essa demanda. Também é essencial o apoio das outras cidades maiores, senão Dourados não vai dar conta”, afirmou.

Robson Fukuda, representante da Secretaria Estadual de Saúde, afirmou que o Governo do Estado vai ajudar na organização da rede de regulação, oferecendo apoio técnico e financeiro. Segundo ele, é preciso, no entanto, acabar com o “bairrismo” que existe nos municípios e encarar o assunto numa ótica estadual.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions