A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

11/03/2013 19:16

Paraguaios explorados em Itaquiraí recebem indenizações trabalhistas

Viviane Oliveira
Trabalhadores atuavam na colheita de mandioca. (Foto: Divulgação)Trabalhadores atuavam na colheita de mandioca. (Foto: Divulgação)

Os trabalhadores paraguaios resgatados de uma fazenda de plantio de mandioca, em Itaquiraí, receberam salários e indenizações. O pagamento foi feito na última sexta-feira (8) na Vara do Trabalho de Mundo Novo.

Veja Mais
Patrões de paraguaios em trabalho escravo vão pagar R$ 73 mil
Grupo de 34 paraguaios é libertado de escravidão em Itaquiraí

Os empregadores dos trabalhadores paraguaios flagrados em condição análogas à escravidão terão que pagar no total R$ 73 mil, sendo R$ 7 mil de indenização por danos morais.

O pagamento foi assegurado por uma TAC (Termo de Ajuste de Conduta) firmado no começo deste mês. Os responsáveis pela contratação e o dono da lavoura se comprometeram a resolver as irregularidades trabalhistas.

O procurador do MPT (Ministério Público do Trabalho) em Dourados, Jeferson Pereira, acompanhou os pagamentos realizados na Vara do Trabalho pelos auditores fiscais do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), que expediram as carteiras de trabalho e as guias do seguro-desemprego.

Até agora foram pagos R$ 55 mil para 26 dos 34 que trabalhadores. O restante receberá ainda esta semana.

O caso - Os trabalhadores foram encontrados na fazenda Dois Meninos, em Itaquiraí, durante operação do ministério e da Polícia Federal, realizada no dia primeiro março. Sete eram adolescentes, com idades entre 15 e 17 anos. O grupo trabalhava na colheita de mandioca.

A jornada era exaustiva e os alojamentos ficavam em Naviraí, município vizinho a Itaquiraí. Os empregadores cobravam pelos alimentos e equipamentos de proteção.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions