A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

14/07/2015 09:11

Prefeito monta força-tarefa para recuperar estragos causados por temporal

Helio de Freitas, de Dourados
Quintal alagado pela enxurrada, no distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã (Foto: Divulgação)Quintal alagado pela enxurrada, no distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã (Foto: Divulgação)

O prefeito Ludimar Novais (sem partido), mandou montar uma força-tarefa para atender as regiões mais afetadas pelo temporal do fim de semana no município de Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Ele pediu à Defesa Civil o máximo de atenção no atendimento às famílias afetadas pela chuva.

Veja Mais
Temporal deixa rastro de destruição e prejuízos em Campo Grande
Mais afetada pelo temporal, região sul teve dez árvores caídas

O temporal da madrugada de sábado atingiu toda a região, causando estragos na área urbana e zona rural. Uma equipe chefiada pelo coordenador Mauro Camargo percorreu a cidade para auxiliar as famílias atingidas.

De acordo com Camargo, o distrito de Sanga Puitã foi tomado pela enxurrada. “Muitas casas foram invadidas, causando prejuízos para os moradores. Visitamos as famílias e oferecemos ajuda tanto com abrigos quanto com serviços para recuperar os danos causados. Até esta segunda-feira à tarde, muitos quintais ainda estavam inundados”, afirmou o coordenador da Defesa Civil.

Na região do Maemi os estragos foram provocados pelo vendaval. “Lá passou uma ventania muito forte, destelhou casas e assustou os moradores. Uma das casas até o madeiramento ficou abalado e a família seria levada para um abrigo municipal, mas chefe da família preferiu ficar temporariamente na casa dos pais, nas proximidades”, informou Camargo.

Perímetro urbano – De acordo com a assessoria da prefeitura, no perímetro urbano vários bairros foram afetados pelo temporal. Uma das regiões mais atingidas foi o Grande Marambaia. “No Altos da Glória e bairro São Francisco, cinco famílias foram transferidas para casa de parentes ou amigos. As pessoas preferem se abrigar com familiares ou amigos, mas nós temos à disposição abrigos para atender a todos que por ventura necessitarem de atendimento”, disse o coordenador da Defesa Civil.

Foi montado um plantão e homens do 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado foram colocados de prontidão para atender, mas não foi preciso, segundo a prefeitura.

Segundo Mauro Camargo, outra área bastante afetada foi a da Rua Vital Brasil, onde são feitas obras de drenagem antes do asfalto. “A chuva prejudicou o trabalho que vinha sendo desenvolvido pela prefeitura. Em outros locais, pontes ficaram danificadas com a força da enxurrada. Estamos fazendo o levantamento completo dos estragos e os servidores da Secretaria de Obras já estão em ação para a recuperação o mais breve possível”.

Ponte entre a Vila Renô e o Residencial Ponta Porã 1 foi interditada após estragos causados pelo temporal (Foto: Divulgação)Ponte entre a Vila Renô e o Residencial Ponta Porã 1 foi interditada após estragos causados pelo temporal (Foto: Divulgação)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions