A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

22/11/2016 06:53

Reitor quer fortalecer o que UFMS tem e melhorar a qualidade do ensino

Marcelo Turine assumiu comando da instituição no último dia 4 de novembro

Mayara Bueno
Novo reitor da UFMS, Marcelo Turine. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Novo reitor da UFMS, Marcelo Turine. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

“Nossa gestão não será uma administração para obras, mas de fortalecer o que temos”, afirmou o novo reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Marcelo Turine, em entrevista ao Campo Grande News.

Veja Mais
Novo reitor da UFMS promete buscar parcerias e não cortar gastos
Novo reitor da UFMS toma posse amanhã em Brasília e dia 8 em MS

Afirmando que, agora, após 15 dias à frente da instituição de ensino, o momento é de levantar dados, demandas e obras da instituição. Ele promete focar na qualidade das graduações e melhorar os espaços e estruturas existentes.

O novo reitor tomou posse em 4 de novembro, em Brasília, e, em 8 do mesmo mês, em solenidade em Campo Grande. A nova gestão administrará o orçamento de R$ 670 milhões, que é a quarta maior receita de Mato Grosso do Sul.

Turine também elenca criação de creches, moradias para estudantes e restaurantes universitários, como metas a serem implementadas nos campus da Federal. Mas, afirma que o objetivo principal é enxugar as atividades meio e focar os investimentos nas demandas fim, que são os ensinos da graduação e pós-graduação, disse.

Em relação às obras em andamento, o reitor afirma que já existe programação para que elas sejam concluídas no ano que vem. “Mas, nossa gestão não será uma administração para obras, e, sim, para fortalecer o que temos, focar na qualidade das graduações e espaços públicos, para transformá-los em locais de qualidade”.

Em 10 dias, o novo reitor diz que já foi aprovada a área de Ciências Contábeis no programa de mestrados da Universidade. “E novos cursos também são possíveis de serem criados”, citou, afirmando que também quer investir no formação de professores do ensino básico.

Campus da UFMS, em Campo Grande. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Campus da UFMS, em Campo Grande. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

Levantamento – Por enquanto, afirma, a fase é de levantar os dados para ter um diagnóstico da UFMS. O que Turine assegura é a conclusão de obras de reformas, por exemplo, em 2017, cujos recursos já estão garantidos.

Também há a previsão de criar uma pró-reitoria de assuntos estudantis, para atender exclusivamente às demandas dos acadêmicos e saber o que é prioridade. “Sobre a pró-reitoria nova, que ainda passará por conselho e aprovação interna, já existe interlocução para ver o que temos de prioridades, demandas e recursos”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions