A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

23/03/2015 10:20

Governador quer garantia de que consumo vai aumentar com ICMS menor

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Reinaldo falou sobre as desonerações na manhã de hoje, em evento.(Foto: Marcos Ermínio)Reinaldo falou sobre as desonerações na manhã de hoje, em evento.(Foto: Marcos Ermínio)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse hoje que a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço) sobre o óleo diesel, depende de um relatório que comprove o aumento do consumo de combustíveis a partir do preço menor.

Veja Mais
ICMS da energia: STF decide que não poderá ser maior que o dos supérfulos
Redução do ICMS do diesel pode ser concedida ainda neste ano, diz Azambuja

Os dados estão sendo elaborados pelo Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de MS) em conjunto com a Sefaz (Secretaria estadual de Fazenda). A redução da alíquota do imposto é um pedido do setor de transporte que alega forte concorrência com outros Estados.

Reinaldo afirma que o governo já fez estudo em relação ao aumento do consumo quando o ICMS baixar, mas espera documento detalhado do Sinpetro. "(Se comprovar o aumento no consumo", aí eu abaixo", disse o governador hoje.

Energia - Outra resposta do governo aguardada, dessa vez pelo setor produtivo, é sobre a redução da alíquota do ICMS sobre a energia elétrica. Eles pedem que a redução seja feita em períodos de bandeira vermelha e apenas para indústrias e afins.

"A proposta ainda está sob analise da Sefaz e não vai ser concluído agora. O que eu posso dizer é que eu sou favorável a essa desoneração", afirma o governador, mesmo tendo recebido em mãos, estudo sobre as consequências dessa medida.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions