A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

12/06/2015 15:36

Indústrias anunciam investimentos de R$ 33 bilhões e 50 mil novos empregos

Priscilla Peres
Setor de celulose é o grande foco de indústrias, principalmente em Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo. (Foto: Divulgação)Setor de celulose é o grande foco de indústrias, principalmente em Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo. (Foto: Divulgação)

Os incentivos fiscais concedidos à indústrias ao longo dos anos continuam dando resultado para Mato Grosso do Sul. No último mês, 13 empresas já instaladas por aqui anunciaram que pretendem fazer novos investimentos que somam R$ 33,73 bilhões e com isso, gerar cerca de 50 mil novos empregos diretos e indiretos.

Veja Mais
Deputados dizem que concessão de rodovias vai ajudar economia de MS
Feira do setor florestal supera expectativa e movimenta R$ 60 milhões

Indústrias de celulose, soja, frigoríficos, combustível, entre outros segmentos decidiram ampliar seus investimentos no Estado. O resultado disso será crescimento nominal do PIB Industrial entre 9% e 12% neste ano, saindo de R$ 12,6 bilhões em 2014 para até R$ 14,2 bilhões em 2015, segundo estimativa da Fiems (Federação da Indústria de MS).

De acordo com o presidente da Fiems, Sérgio Longen, duas novas plantas da Fibria e Eldorado em Três Lagoas devem reaquecer a indústria da construção civil na região, que registrou um número expressivo de demissões após a paralisação das obras da fábrica da Petrobras, há seis meses.

O presidente da Fiems reforça que os anúncios podem ser creditados à localização privilegiada de Mato Grosso do Sul e aos incentivos fiscais oferecidos pelo Governo. “O empresário preza muito o fato de o governo do Estado buscar mais agilidade na concessão dos incentivos, bem como as prefeituras com oferecimento de benefícios”.

Ele destaca que, de certa forma, o setor industrial, com esses investimentos, contribuem positivamente para a economia estadual, gerando mais emprego e melhor renda para os trabalhadores. “Porém, para garantir uma boa colocação no mercado que se abre, o trabalhador precisa de qualificação, que é importante e somente nessa linha vamos supera a crise no Estado”, disse.

Os R$ 33 bilhões são resultado de projetos de ampliação e de implantação da Eldorado Brasil (R$ 8 bilhões), CRPE Holding (R$ 8 bilhões), Fibria (R$ 7,7 bilhões), CCR MS Via (R$ 5,5 bilhões), BBCA Group (R$ 1,2 bilhão), International Paper (R$ 900 milhões), ADM Brasil (R$ 750 milhões), CPX (R$ 567,7 milhões), BioUrja (R$ 420 milhões), Grupo Asperbras (R$ 304 milhões), Cargill (R$ 240 milhões), Frigorífico Aurora (R$ 120 milhões) e Latasa (R$ 30 milhões), entre outras indústrias que estão em processo de instalação no Estado.

Eldorado anunciou que investirá R$ 8 bilhões em nova linha de produção.(Foto: Assessoria/Eldorado)Eldorado anunciou que investirá R$ 8 bilhões em nova linha de produção.(Foto: Assessoria/Eldorado)
Fibria fará investimentos que chegam a R$ 7,7 bilhões em MS. (Foto: Assessoria/Fibria)Fibria fará investimentos que chegam a R$ 7,7 bilhões em MS. (Foto: Assessoria/Fibria)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions