A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

25/11/2014 10:03

Pais que anteciparem compras pagam até 10% a menos no material escolar

Caroline Maldonado
Preço de materiais pode subir até 10% em meados de janeiro (Foto: Marcos Ermínio)Preço de materiais pode subir até 10% em meados de janeiro (Foto: Marcos Ermínio)

Pais que se antecipam nas compras de materiais escolares pagam até 10% a menos em relação aos que deixam a tarefa para a segunda quinzena de janeiro. A partir desse período os preços aumentam, porque o estoque das papelarias, preparado desde maio deste ano, acaba e a nova remessa de produtos vem com dois reajustes sobre os valores, de julho e do mês corrente, segundo o gerente da Livromat, Edgar Rocha.

Veja Mais
Pais de alunos podem exigir que escola justifique aumento na mensalidade
Reclamações contra escolas crescem 125% na temporada de matrícula

As papelarias que se preparam desde abril conseguem fazer até promoções para materiais básicos como cadernos e mochilas, conforme garantem os lojistas. “Quem compra até dezembro ainda consegue pegar as promoções, mas depois de janeiro as vendas superam a expectativa e aí já vendemos materiais com dois reajustes”, explica o gerente.

Mas para aproveitar os preços baixos, os pais precisam da lista de materiais, que algumas escolas entregam apenas em janeiro. É o caso da escolas das filhas de 5 e 12 anos da técnica em enfermagem Liara Freitas, 32 anos.

Quando as promoções já estão acabando, o jeito é pesquisar para reduzir o custo o máximo possível. “Eu vou em até quatro livrarias antes de comprar os materiais, porque as duas listas geralmente saem em torno de R$ 1.200. Se eles entregassem a lista antes seria melhor”, reclama Liara. Com a lista em mãos em dezembro, a pedagoga Leize de Oliveira, 40 anos, vai às compras para a filha de sete anos o quanto antes e dá um conselho para quem quer realmente economizar.

Segundo gerente da Shop Tudo, novembro e dezembro é momento de oportunidade de vagas em livrarias (Foto: Marcos Ermínio)Segundo gerente da Shop Tudo, novembro e dezembro é momento de oportunidade de vagas em livrarias (Foto: Marcos Ermínio)

“Não se pode trazer as crianças no dia da compra. Eu vejo muitas mães que trazem dois ou três filhos, isso não é aconselhável porque as crianças não têm noção de valores”, alerta a pedagoga, que atende um ou outro desejo da filha com relação a lista de materiais, mas tem como prioridade o custo e benefício na hora de pesquisar.

As livrarias se preparam para atender os pais que se adiantam, aumentando o quadro de funcionários entre 30% e 300%, mas sabem que o movimento mesmo só aumenta significativamente em janeiro.

“É gradativo o aumento de clientes e até março ainda temos um bom movimento”, relata o gerente da livraria Shop Tudo, Jorge Fernandes, que já contratou 20% a mais de funcionários e planeja mais contratações para dezembro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions