A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

08/04/2016 09:39

Preço sobe R$ 19 em um mês e construir metro quadrado custa R$ 987

Caroline Maldonado
Alta no preço do metro quadrado foi de R$ 19,58, em relação ao valor médio de fevereiro (Foto: Fernando Antunes)Alta no preço do metro quadrado foi de R$ 19,58, em relação ao valor médio de fevereiro (Foto: Fernando Antunes)

O índice do preço da construção civil subiu 0,61% de fevereiro para março, em Mato Grosso do Sul. Com isso, o custo para construir o metro quadrado foi para R$ 987,86, o que representa alta de R$ 19,58, em relação ao valor médio do mês anterior. A pesquisa do Sinap (Índice Nacional da Construção Civil) foi divulgada hoje (8) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Veja Mais
Preço da construção em MS sobe 0,63%, abaixo da média do país
Vagas na construção civil aumentam, mas outros setores ainda preocupam

Apesar de parecer alta, a variação é inferior a da média nacional, cujo percentual ficou em 0,82%, entre um mês e outro. Em todo o país, construir o metro quadrado tem preço médio de R$ 984,81 e nos últimos doze meses, o valor já aumentou em 7,18%.

O preço registrado em MS é o 13º entre os mais baixos, em relação a outros Estados. Em fevereiro, MS ainda ocupava a 11ª posição na lista. A maior variação ocorreu em Minas Gerais, onde o metro quadrado ficou 5,38% mais caro. Ainda assim, o preço é menor do que o de MS, pois a média é R$ 949,27.

O menor custo é o do Sergipe, onde é possível construir o metro quadrado por R$ 875,77, o mesmo valor de fevereiro. Na região Nordeste, todos os preços ficam abaixo de R$ 956. No Sudeste, estão os custos mais altos. No Rio de Janeiro, o preço é R$ 1091,19. Em seguida, está São Paulo, com R$ 1058,50. Nesses Estados o índice variou pouco mais de 0,3%, metade do constatado em MS.

País - O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em fevereiro havia fechado em R$ 976,82, em março subiu para R$ 984,81, sendo R$ 525,38 relativos aos materiais e R$ 459,43 à mão de obra, conforme o IBGE.

A parcela dos materiais subiu 0,35% e ficou 0,69 pontos percentuais abaixo da taxa de fevereiro, que foi 1,04%. Já a parcela da mão de obra, apresentou variação de 1,35%, subindo 0,75 pontos percentuais em relação ao mês anterior, cuja variação foi de 0,6%.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions