A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

05/07/2016 16:58

Soja, celulose e milho são os produtos mais exportados de MS em 2016

Priscilla Peres
(Foto: Famasul)(Foto: Famasul)

Nos seis primeiros meses de 2016, a soja foi o produto mais exportado de Mato Grosso do Sul. Foram mais de 2 bilhões de quilos que somaram US$ 845 milhões no semestre, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento. A balança comercial acumula saldo de US$ 171 milhões.

Veja Mais
Governo estuda utilizar porto fluvial do Paraguai para exportação brasileira
União Europeia libera exportação de carne in natura em cidades fronteiriças

O grão representa 36% de tudo o que foi exportado pelo Estado no semestre. Em segundo lugar aparece a celulose, com participação de 21% e rendendo US$ 503 milhões. O milho, em commodity, aumentou em 122% o volume exportado entre o ano passado e este, chegando a 1.221 bilhão de quilos e US$ 201 milhões, na terceira posição do ranking.

Os dados da Secretaria de Comércio Exterior ainda mostram queda de 20% no volume exportado de carne bovina no primeiro semestre de 2016 comparado ao mesmo período de 2015. O segmento representa 6% das exportações estaduais e ocupa o quarto lugar entre os produtos enviados a outros países.

Os açúcares de cana também perderam espaço na balança comercial de MS, com queda de 38% no semestre. Assim como o minério de ferro, que viu as exportações caírem 39% em seis meses, resultado de preços altos e crise no setor.

A China é o país que mais compra produtos de Mato Grosso do Sul. No primeiro semestre, foi responsável pela importação de 42% dos itens estaduais. A Itália aparece em segundo, com 5,3% de participação, seguida pela Holanda que aumentou em 20% a compra de produtos de MS e 2016.

Importações - Diferente do ano passado, nos seis primeiros meses de 2016 em nenhum deles houve deficit na balança comercial. As exportações somaram US$ 2.351 bilhões enquanto as importações US$ 1.122 bilhão.

Há anos, o gás natural boliviano é o produto mais importado por Mato Grosso do Sul. O combustível que abastece indústrias e comércios do Estado representa 61% de tudo o que o Estado compra de outros países, porém o volume caiu 42% no semestre comparado ao mesmo período do ano passado. Por esse mesmo motivo, a Bolívia é o principal fornecedor de MS.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions