A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

26/02/2012 10:09

Drama de filho que perdeu o pai usa 11 de setembro como pano de fundo

Fabiano Arruda
Menino para em frente a memorial das vítimas do atentado às torres gêmeas, que matou seu pai. Drama concorre ao Oscar de melhor filme. (Foto: Divulgação)Menino para em frente a memorial das vítimas do atentado às torres gêmeas, que matou seu pai. Drama concorre ao Oscar de melhor filme. (Foto: Divulgação)

Replicado exaustivamente pelo cinema, a maior ferida da história americana está de volta às telonas no drama “Tão forte e tão perto” em cartaz nos cinemas.

Veja Mais
Com Selton Melo e Rodrigo Santoro, “Reis e Ratos” tenta ser engraçado
Atriz indicada ao Oscar vale ingresso em "Os homens que não amavam as mulheres"

O 11 de setembro serve como pano de fundo para contar a história de Oskar Shell (Thomas Horn), um garoto genial que enfrenta série de conflitos após perder o pai, Tomas Shell, interpretado por Tom Hanks. A atuação do ator mirim é digna de aplauso.

O personagem de Hanks é um joalheiro extremamente ligado ao filho e a esposa, vivida por Sandra Bullock. No dia da tragédia, ele estava no 106º andar de uma das torres do Word Trade Center.

O menino, gênio, cheio de manias e às vezes irritante, descobre um dia que seu pai guardava uma chave e passa a procurar a fechadura pelos distritos de Nova York.

Entre as pistas, visita famílias e coleta histórias de pessoas que ele percebe ter traumas semelhantes ou pior que os seus.

No papel de um mudo, Max von Sydow (de preto) foi indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante.No papel de um mudo, Max von Sydow (de preto) foi indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

O desenrolar da trama, dirigida pelo inglês Stephen Daldry, mostra desfechos nada óbvios, o que a deixa atraente.

O drama recebeu duas indicações ao Oscar 2012: melhor filme e ator coadjuvante para Max von Sydow, que, mesmo interpretando um mudo, consegue ser o maior destaque.




adoreiii essa historia muitoo lindaa

thau beijoosssssssss
 
taynara de almeida em 25/06/2012 08:49:06
Concordo com a ADRIANA, nem sequer falou da trilha sonora que tem U2, arrebentando pra variar..
 
Emerson nascimento em 27/02/2012 11:51:10
Sugiro os dois que escrevam aqui então.
Deem o melhor de si.
 
Fael Lourenço em 27/02/2012 05:09:40
Essa análise do filme foi bastante simplória e limitada intelectualmente. O filme é muito mais que isso.
 
Adriana Pompeu em 26/02/2012 03:40:43
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.