A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

16/03/2012 17:26

Sem shows, barracas podem dar “sobrevida” à Expogrande neste ano

Fabiano Arruda
Caminho para área de shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho, costumeiramente lotado em shows da Expogrande, deve ter pouco movimento neste ano. (Foto: Fabiano Arruda)Caminho para área de shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho, costumeiramente lotado em shows da Expogrande, deve ter pouco movimento neste ano. (Foto: Fabiano Arruda)

Com a proibição de shows na Expogrande este ano, as tradicionais barracas dos cursos de Veterinária, da Uniderp e UFMS, podem dar sobrevida ao evento e representar a única opção de música no evento, embora em dimensões muito menores.

Veja Mais
Para ambulantes, proibição de shows na Expogrande significa prejuízo
“Não tenho culpa”, diz prefeito sobre cancelamento de shows na Expogrande

“Estamos estudando armar uma grande tenda para promover um baile durante a Expogrande”, afirmou nesta sexta-feira o gerente comercial da Expogrande, Pedro Fenelon. Além disto, bares e restaurantes também devem funcionar.

O funcionamento das barracas ainda depende de apresentação de projeto acústico à Prefeitura, mas, pelo barulho ser bem menor que um show, a expectativa da associação é que as atrações sejam concretizadas.

O presidente do DCE (Diretório Central de Estudantes) da Uniderp, Kleber Coelho, que negocia com a diretoria da Acrissul em nome do curso de Veterinária, afirmou que foi um choque para os acadêmicos a notícia de que a tradicional feira não terá eventos neste ano.

Isto porque as vendas nas barracas durante a Expogrande são determinantes para a arrecadação de fundos para formatura dos cursos. “Chegamos a ter lucro de 25 a 40 mil”, revelou.

No entanto, Coelho não garante que a barraca do curso de Veterinária na Uniderp vai funcionar no evento, já que, sem os shows, o temor é que o movimento seja pequeno demais para tornar os lucros vantajosos. “Por enquanto estamos estudando”.

O presidente da Acrissul, Francisco Maia, admitiu que as barracas podem surgir como alternativa após a proibição dos shows. “O público universitário é muito forte”, pontuou, considerando que, sem eventos musicais, “Campo Grande é quem sofre prejuízo”.

Na última edição da feira, foram 70 barracas. Sem shows, os vendedores ambulantes já lamentam a queda do movimento e a baixa nas vendas.

Rui Pereira, 49 anos, vendedor há 12 anos na Expogrande, considera que o prejuízo será certo. Para ele, o público que vai ao evento neste ano, voltado ao agronegócio, será muito diferente do ano passado, que registrou 400 mil pessoas.

“Nas minhas duas barracas na Expogrande no ano passado vendemos entre R$ 25 e R$ 30 mil. O ano começava para nós na Expogrande”, lamentou, sinalizando que ainda não sabe se vai instalar a barraca de “batidinhas” no Parque de Exposiçoes Laucídio Coelho neste ano.

A Acrissul divulgou nesta sexta que a entrada para a feira, que ocorre entre os dias 12 e 22 de abril, será gratuita. Segundo o departamento comercial da associação, há espaços disponíveis para expositores. “Será uma feira notadamente comercial”, afirmou Francisco Maia.

Até o momento, segundo a associação, pelo menos 18 empresas já fecharam contratos para expor entre máquinas e implementos, produtos veterinários, entretenimento, concessionárias de veículos e bancos.




Não adianta ficarem discutindo esse assunto.......Isso é para mostrar às autoridades que Campo Grande precisa com a maior urgência de um local para shows......essa cidade jáé tão disprovida de lugares para se fazer um bom espetáculo para os jovens.
Os vizinhos do parque acabaram com os shows e com a exposição isso é lamentavel..
 
Cleide de Moraes em 18/03/2012 11:28:41
EXPOSIÇAO SEM SHOW É MELHOR CANCELAR TUDO E DEIXAR O PARQUE FECHADO E ENTREGAR AS CHAVES PARA NOSSO VALIOSO JUDICIARIO QUE TENHO CERTEZA QUE TEM DEDO DE CICERO DE SOUZA E OUTROS RATOS QUE CORROEM O PATRIMONIO DESTE RICO ESTADO DE MS.
 
francisco dos santos em 18/03/2012 10:36:46
Como era antes que a barraca da VETERINÁRIA era maior atração musical, é hora de aproveitar o talentos da terra em outras barracas também vai ser um sucesso "UM BANQUINHO UM VIOLÃO/VIOLA" e a festa está pronta e vamos revelar novos talentos.
 
Meire Pereira de Souza em 18/03/2012 07:14:25
vergonnhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...............
 
jose gauna da silva em 18/03/2012 03:23:47
A culpa de não haverem shows este ano na Expogrande é única e exclusivamente da Acrissul.
Foi feito um acordo ano passado, quando houveram os shows, e em troca a Acrissul deveria conseguir as licenças exigidas para este ano.
Como a Acrissul não se mecheu e não conseguiu as licenças, os shows foram proibidos, simples assim.
A lei serve para todos. Agora não adianta chorar o leite derramado.
 
Wilson Galvão em 17/03/2012 11:32:56
#Fato Campo grande não tem mais lugares para fazer shows :/
 
Pedro elias em 17/03/2012 11:30:01
Fico triste pois a city ja não tem muitos atrativos e ainda sem os shows na expo grande ja era :-((campo grande tem muito que evoluir no quesito a respeito dessa lei do silêncio a população aumentou durante esses anos e o "Parque Laucidio Coelho " infelizmente não suporta o numeros de visitantes então transfiram a Expo Campo Grande para o joquei club.Quero show de sertanejop e não restart :-))
 
PETERSON DE ALMEIDA CHAMORRO em 17/03/2012 11:16:05
Nao concordo com aqueles que dizem que a festa e tradicional em nosso estado, a festa tradicional, nao tinha shows grandiosos, eram pequenos shows dentro de barracas, essa sim era a festa tradicional, porém esses jovens que estão se manifestando em redes sociais são os mesmo que NAO comparecem no manifesto do aumento do vale transporte e da camara municipal para pedir o bolsa universitária.
 
Alex Freitas em 17/03/2012 10:54:31
UMAAAAAAAAA VERGONHA DESDE ,CRIANÇA VOU A EXPOGRANDE UMA FESTA MARAVILHOSA...QDO AS PESSOAS AO REDOR DA EXPOGRANDE COMPRARAM ESSAS CASAS POR ALI JA SABIAM,QUE ALI ACONTECIA VARIOS SHOWS TANTO EM EPOCA D EXPOGRANDE E EM OUTRAS DATAS...
UMA PENA VARIAS PESSOAS TIRAVAM SEU SUTENTO ATRAVES DAS VENDAS EM FRENTE OU ATE MESMO DENTRO DA EXPOGRANDE
VERGONHA PARA NOS SULMATOGROSSENSE
 
ELAINE APARECIDA em 17/03/2012 09:51:10
Culpa da ACRISSUL de não ter show, até pode ser mas isto esta com cheiro de manobra politica, o candidato do senhor Govenador não ganhou a presidencia da acrissul ou vocês acham que alguns moradores tem a influencia sobre um juiz.
 
Gerson Ferreira Filho em 17/03/2012 09:18:25
já e hora de construir um novo espaço para exposição que e cultura normal de fazendeiros, a cidade creceu e o parque ficou ao centro. e a classe fazendeira tem terras suficiente ao redor de campo grande. tenho certeza que fazendeiro nenhum fica de pe assistindo shouw de qualquer que seja, e da mesma forma a massa as vezes não consegue comprar um kg de carne para ficar vendo boi e maquinas agrico
 
lincoln edson em 17/03/2012 08:52:11
LEVENTA A MÃOS QUEM QUER QUE ACONTEÇA A EXPOGRANDE...
 
Vanderson Fávaro em 17/03/2012 07:44:52
Senhor Elias Fernandes.
A tradição da exposição nunca foi shows musicais e sim a exposição de produtos agropecuarios.
Os shows vieram so para encher os bolsos de meia duzias de dinheiro e para serem cobrados ingressos que não eram cobrados antes disso.
 
Alfredo Carvalho em 17/03/2012 07:18:22
Sou nascido e criado em Campo Grande na Vila Carvalho, tenho 57 anos , sempre frequentei a exposição desde criança . O parque de exposição realmente era exposição e não shows para encher os bolsos de meia duzias de empresarios.
Não era cobrado ingressos e o povo comparecia em massa, musicas e bailes apenas nas barracas e restaurantes. Hoje so se pensa na arrecadação.
 
Alfredo Carvalho em 17/03/2012 07:15:29
Não tera shows!!! O porque de cobrarem ingresso?? A desculpa era que tinha que pagar os cantores. E agora?? Qual sera??
Os fazendeiros que vendem seus bois e faturam horrores. Não pagam nada?? Só o povo que tem que bancar ???
 
Alfredo Carvalho em 17/03/2012 04:39:00
Para Elaine Aparecida.
Quando os moradores compraram seus terrenos ao redor do parque , não existia os shows barulhentos.
O bairro Jockei Club é quase tão antigo quanto o parque de exposição.
Não fale ou escreva coisas sem conhecimentos. Voce com certeza é muito nova de idade.
 
Alfredo Carvalho em 17/03/2012 04:35:01
EU ACHO MUITO BOA A IDÉIA DE NÃO TER MAIS SHOWS NA EXPOGRANDE, POIS A VERDADEIRA EXP.NÃO TINHA SHOWS, E SIM ERA UMA FEIRA DE AGRONEGOCIOS, DA QUAL FAMÍLIAS PODERIAM IR TRANQUILAMENTE PARA APRECIAR AS ATRAÇÕES, SEM TER QUE PAGAR PARA ENTRAR E OUTROS COM A SAÍDA DESSES SHOWS TENHO CERTEZA QUE MUITAS FAMILIAS QUE HÁ MUITO TEMPO NÃO IAM, VOLTARÃO A IR.
 
marcia dos reis em 17/03/2012 04:03:13
De nada adiantou a AGRISSUL querer passar por cima das leis, foi cumprido as normas legais.Nem por isso iremos ficar sem ver shows.Uma grande rede de tv da cidade morena promove rodeio e shows,de graça! Dias desses MPB-4 se apresentou, de graça.Na verdade,esses fazendeiros são ganânciosos e apegado a gado e dinheiro.E agora?Será cobrado a entrada na exposição?
 
samuel gomes-campo grande em 17/03/2012 03:40:28
O desenvolvimento de um Estado implica na cultura de seu povo. Aí está um grande motivo para um Estado atrasado com tanta riquesa. Será que teremos shows gospeis n'alguma data este ano ou outros vindouros?
 
Ezio Jose em 17/03/2012 01:02:54
Quem sabe agora, com a proibição definitiva, eles entram na lei...
 
Violeta Capeleti em 16/03/2012 10:03:35
E lamentável,mas,acredito na criatividade da diretoria da Acrissul e na ligação que o povo tem com a expogrande.vai ser uma festa surpreendente,pode acreditar.a crissul e maior que os políticos e promotores,e tradição cultural.
 
Tiago arfantes em 16/03/2012 06:58:55
Ja fui em em varias Expogrande no Parque Laucidio Coelho, por isso sempre achei que a Expogrande é uma das festas mais tradicionais de nossa cidade, é lamentavel o que esta acontecendo, acho que decisões estão sendo tomadas a revelia do que a população campograndense realmente deseja. AS AUTORIDADES DEVERIAM RESPEITAR A TRADIÇÃO E ACIMA DE TUDO A POPULAÇÃO CAMPOGRANDENSE.
 
Elias Fernandes em 16/03/2012 06:21:07
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.