A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

14/01/2013 10:43

Entrada de catadores no lixão terá “critérios”, afirma Prefeitura

Aline dos Santos
Material será separado antes de descarte no aterro sanitário. (Foto: Luciano Muta)Material será separado antes de descarte no aterro sanitário. (Foto: Luciano Muta)

Liberada pela Justiça, a entrada de catadores de materiais recicláveis no lixão de Campo Grande será regulamentada pela Prefeitura. De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, o poder público ainda não foi notificado, mas já definiu critérios.

Veja Mais
MPT lamenta decisão judicial que mandou reabrir lixão de Campo Grande
Liminar da Justiça permite que catadores voltem ao lixão

Segundo ele, os catadores não terão acesso à montanha de detritos. “Os caminhões da coleta vão fazer o descarte em uma área separada, uma área de transição”, afirma. Será proibida a presença de crianças e só poderá trabalhar os catadores cadastrados. Depois da coleta, o lixo segue para o aterro sanitário.

O secretário foi na manhã de hoje ao lixão e informa que o local continua fechado. Nesta segunda-feira, prossegue a ação de cadastramento dos trabalhadores. Quatrocentas pessoas vão receber bolsa-auxílio de R$ 625 e cesta básica.

O pedido para reabrir o lixão, no bairro Dom Antônio Barbosa, partiu da Defensoria Pública, sob alegação de que os trabalhadores perderam a fonte de renda. A usina de triagem, que separa os materiais antes de entrarem no aterro sanitário, funciona de forma improvisada.

A liminar foi concedida pelo juiz da Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, maury da Silva Kuklinski, e caso a decisão inicial não seja cumprida, a multa diária é de R$ 40 por cada catador impedido de entrar no aterro. O valor será revertido aos próprios catadores. A decisão é válida até a conclusão da unidade de triagem.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions