A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

02/06/2015 10:55

Homem é multado após jogar sacola cheia de caramujos próximo a escola

Viviane Oliveira
Homem foi multado por jogar caramujo em local impróprio. (Foto: Divulgação/PMA)Homem foi multado por jogar caramujo em local impróprio. (Foto: Divulgação/PMA)

Um homem de 44 anos, que não teve o nome divulgado, foi multado ontem após jogar sacolas cheias de iscas para pesca do tipo caramujos, em um terreno baldio. O flagrante foi feito pela PMA (Polícia Militar Ambiental) na rodovia Ramão Gomes, no perímetro urbano de Corumbá, distante 419 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Consumidoras encontram caramujos dentro de cinco pacotes de feijão
Caramujo transmite doenças e pode ser criadouro de mosquito da dengue

Conforme a polícia, o homem retirava a sacola do veículo e jogava no terreno, próximo a uma escola da região. Os bichos estavam mortos, mesmo assim o morador foi notificado a remover o lixo que jogou, multado em R$ 320 e teve o veículo apreendido pela Polícia Militar.

Perigo - Além de transmitir doenças causadas por vermes, o caramujo pode virar criadouro do mosquito da dengue se não for eliminado e descartado de maneira correta. Com o bicho morto, a tendência da concha que protege o molusco é acumular água da chuva, tornando-se assim, proliferador do Aedes Aegypti, vetor também da febre chikunguya.

A forma mais adequada para controlar o molusco é a coleta manual e a destruição dos caramujos individualmente. Sal de cozinha e venenos não são recomendados, porque contaminam a terra e pode ocorrer o envenenamento de animais domésticos.

A maneira mais correta e eficaz é catar o bicho sempre usando luva ou sacola plástica e colocá-los em recipiente, pode ser balde, com água sanitária. O bicho morre com menos de 30 minutos e pode ser enterrado com cal ou ser colocado em sacola plástica para coleta seletiva.




Estes caramujos nativos são do gênero Pomacea (família Ampullariidae), encontrados no ambiente aquático (rios, córregos e lagos), e não apresentam risco de contaminação por doenças. Vamos tomar a precaução de não generalizar que todas as espécies de moluscos são nocivas à saúde para evitar que a população crie o hábito de matar qualquer espécie nativa que encontre pelo ambiente.
 
Edmur Lavezo Gomes em 02/06/2015 12:19:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions