A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

16/11/2016 13:00

Mochi aguarda resposta do governador sobre reeleição na Assembleia

Presidente já tem apoio da bancada do PMDB e do PT

Leonardo Rocha
Mochi diz que aguarda reunião entre o governador e deputados tucanos (Foto: Assessoria/ALMS)Mochi diz que aguarda reunião entre o governador e deputados tucanos (Foto: Assessoria/ALMS)

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), aguarda uma resposta do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), sobre sua eventual reeleição no legislativo, em pleito que vai ocorrer no dia 20 de dezembro. Ele já tem o apoio da bancada do PMDB e PT, mas busca um acordo e consenso com o grupo tucano.

Veja Mais
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
Tucanos buscam consenso, mas não descartam ter candidato à presidência

Mochi conversou na semana passada, com o governador, sobre o tema, relatando a intenção de buscar a reeleição e contar com o apoio da bancada tucana. "Antes de pedir a aliança com os deputados do PSDB, precisava do aval do governador, por uma questão de respeito político, ele disse que vai consultar sua bancada e me dar uma resposta".

O peemedebista entende que antes de "fechar um acordo", o governador precisa ouvir os oito deputados do PSDB. "Eles possuem a maior bancada da Casa, é natural que tenham planos para esta eleição, vou aguardar para saber a posição", disse Mochi.

O líder da bancada tucana, o deputado Beto Pereira (PSDB), reconheceu que a decisão sobre a presidência da Assembleia, passa por esta conversa que terão com Azambuja. "Nós fechamos que vamos votar juntos, após esta reunião com o governador, vamos definir qual será nosso caminho".

O deputado Maurício Picarelli (PSDB), que já colocou seu nome a disposição para o pleito, ponderou que o PSDB, como maior bancada, seria natural buscar a presidência. "Ainda não definimos esta situação, mas entendo que haverá consenso na Assembleia, sem disputa".

Além dos cinco deputados do PMDB e quatro do PT, Mochi conta com o apoio de George Takimoto (PDT) e Zé Teixeira (DEM). "Não há qualquer assinatura ou fechamento de questão, já que a intenção é buscar um acordo com o governo, entendo que na semana que vem, este quadro esteja resolvido".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions