A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

07/03/2016 19:08

Dia Nacional da Advocacia Pública

Por Marco Aurélio de Oliveira Rocha (*)

O Dia Nacional da Advocacia Pública é comemorado hoje, por força da Lei 12.636, de 14 de maio de 2012.
A data foi escolhida em homenagem ao dia 7 de março de 1609, quando foi criado o cargo de Procurador dos Feitos da Coroa, da Fazenda e do Fisco, na época do Brasil-Colônia.

A Advocacia Pública compreende a Advocacia Geral da União (Procuradores da Fazenda Nacional, Procuradores da União, Procuradores Federais e Procuradores do Banco Central do Brasil), Defensoria Pública da União, dos Estados e do Distrito Federal, Procuradorias dos Estados, Distrito Federal e Municípios, Procuradorias Autárquicas e Fundacionais.

Os advogados públicos exercem a advocacia em sua essência, postulando judicialmente,fazendo consultoria, assessoria e direção jurídicas dos entes públicos.

Até o advento da Constituição Federal de 1988 havia muita confusão de papéis com o Ministério Público, sendo certo que era comum o Parquet atuar em função própria da Advocacia Pública.

O saudoso jurista Saulo Ramos, falecido em 28/04/2013, é considerado patrono da Advocacia Pública, porquanto foi o idealizador da Advocacia Geral da União. Foi ele quem fez inserir no texto constitucional os artigos 131 e 132, que se encontram em posição de destaque no Capítulo IV, da Constituição Cidadã (Das Funções Essenciais à Justiça).

Hodiernamente, a Advocacia Pública alcançou posição de destaque junto à Administração Pública, exercendo o controle preventivo e a representação judicial do Estado. Importante ressaltar que o advogado público deve se portar sempre como advogado de Estado e não advogado de governo, isto é, sua atuação deve se pautar no interesse público.

O advogado público é o guardião da probidade administrativa, devendo sempre orientar o administrador a se manter no caminho da legalidade, mostrando-lhe sempre as dificuldades existentes, além de desencorajar a prática de ato ilícito, alertando-o quanto às consequências.

Tramita no Congresso Nacional a PEC 82/2007, denominada PEC da Probidade, que confere autonomia administrativa, orçamentária e financeira à Advocacia Pública.Essa independência, principalmente perante o Poder Executivo, é crucial para possibilitar uma atuação ainda mais efetiva da advocacia pública no controle da atuação estatal.

Não foi por outro motivo que o legislador constitucional originário reservou o exercício da advocacia de Estado a advogados organizados em carreira permanente, investidos mediante concurso público e estáveis após três anos de exercício funcional.

A Lei 12.846/2013, que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública, deu relevante importância à atuação do advogado público, quer exigindo sua participação na prevenção, quer ensejando sua atuação na responsabilização pela prática de atos ilícitos.

Portanto, a Advocacia Pública é, por força da Carta Magna, responsável pela representação judicial e extrajudicial da Administração Pública, exercendo consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo, desempenhando importante função na defesa do patrimônio público.

Por via inversa, a improbidade administrativa traz gigantescosprejuízos ao patrimônio público e à economia. Para o Brasil crescer economicamente, é necessáriocombatê-la com toda força.

Nesta esteira, o fortalecimento da Advocacia Pública – que passa por sua autonomia administrativa, orçamentária e financeira – constitui ferramenta indispensável para o crescimento do país.

(*) Marco Aurélio de Oliveira Rocha é procurador federal e secretário-geral da OAB/MS.

ICMS e agrotóxicos: um exemplo de lucidez em meio ao caos
O amplo conjunto de ações impostas em 2019 por governantes brasileiros no sentido de fragilizar a proteção ao meio ambiente não tem paralelo na histó...
Compliance: benefícios práticos nas empresas
Um dos principais patrimônios de uma organização é, sem dúvidas, sua reputação, que pode ter impacto tanto positivo como negativo nos negócios. Indep...
Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions