A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

08/05/2013 16:55

Sua mãe é só um dia no calendário?

Luzia Felix da Silva (*)

Nas últimas semanas, minha caixa de e-mail ficou lotada com propagandas sobre o Dia das Mães. Em sua maioria dizia “Você não pode deixar de lembrar aquela pessoa que é tão importante na sua vida”. E daí vem a pergunta: se é tão importante pode ser esquecida? E só ser lembrada em ocasião que é favorável ao mercado consumidor?

Entendo que a mãe é uma pessoa jamais esquecida, em várias ocasiões no nosso dia ela vai estar presente, pois foi a responsável por nos gerar, carregar durante um bom tempo e incansavelmente estar ao lado dos seus filhos diuturnamente.

Entendo que não é um dia no calendário que muda qualquer sentimento de um filho zeloso aos pais, de filhos que são gratos pelos momentos de ternura ou até mesmo pelos instantes que se sentiu protegido por ter a presença da mãe por perto, ou até mesmo saber que quando chegassem perto dela as coisas podiam ser melhores.

Quem não se lembra com saudade dos momentos em que a mãe aparecia com aquele prato de bolinhos fritos no meio da tarde para um lanche, ou uma bacia de pipoca num dia de chuva?

Ainda que o dia a dia tenha nos tomado boa parte do tempo e a informática nos robotizado de alguma forma é impossível deixar de lembrar uma comidinha quentinha, da sobremesa, ou do bolo delicioso que só a mãe sabe preparar.

E mais, só a mãe consegue ficar em silêncio ouvindo atento o desabafo das angústias e das dores que nos afligem nesse mundo tão competitivo. E num instante oportuno, com sua fala mansa e carinhosa, às vezes com poucas palavras, dar a solução para problemas que insistiram em roubar nossa noite de sono.

Seria justo lembrar com presentes dessa mulher apenas em datas estipuladas pelo calendário?
Entendo que fazer um mimo ou dar um presente para a mãe não precisa ser numa ocasião em que o mercado julga especial, pois para ela a simples presença do filho na mesa para uma refeição já é um presente. Um telefonema já é uma forma de demonstrar o seu carinho por essa pessoa que não mede esforços para vê-lo feliz.

Mas se você é uma dessas pessoas afixada em datas, procure investigar o que ela precisa, pois correrá o risco de ser induzido pelo marketing a gastar mais e ainda levar algo que ficará guardado sem utilidade. Lembre-se que dinheiro não é fácil para ninguém e que sustentabilidade é a palavra da moda. Dê presentes úteis e práticos, pois assim dará alegrias a sua mãe sabendo que o seu bolso e o meio ambiente agradecerão.

* Luzia Felix da Silva, Coordenadora e professora do curso de Ciências Contábeis; professora do curso de Administração e da Pós-graduação do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

Dentro de casa só a verdade
Como viver em família mascarando a verdade? Não sei como é em sua casa, mas assumir a verdade em seu lar é a melhor escolha. Podem existir situações ...
Carne Fraca: operação eficaz ou midiática?
O dia 17 de março de 2017 marcou três anos da prisão de Alberto Youseef, estopim da operação Lava Jato. Em 17 de abril de 2014, o Brasil começava a m...
O que muda com a nova Lei da Terceirização aprovada pela Câmara
Quarta-feira passada a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que regula a terceirização, a principal alteração trazida pelo PL 4330/04 é a po...
Eis que eu renovo todas as coisas ...
Neste início do outono, a estação mais bonita do ano para mim, aquela que considero “a minha estação”, há uma característica metafísica que a torna d...



Olá Prof. Luzia
Parabéns!!! Deus te abençoe e guarde, sempre te dando saúde e disposição para fazer esse trabalho tão lindo!
 
Blanca Sanhez em 09/05/2013 11:30:50
Muito bom o trabalho, a Prof Luzia como sempre, mostrando os melhores artigos.Parabéns!!!!
 
Janaina Benevides em 09/05/2013 07:51:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions