ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Campanha conscientiza população sobre abuso sexual de crianças e adolescentes

A iniciativa conta com a colaboração de diversos órgãos com foco na prevenção a exploração infantil

Por Jhefferson Gamarra e Adriel Mattos | 19/10/2021 13:25
Campanha foi lançada em parceria com diversos órgãos do Estado. (Foto: Marcos Maluf)
Campanha foi lançada em parceria com diversos órgãos do Estado. (Foto: Marcos Maluf)

Combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes é o tema de uma campanha de conscientização, lançada pelo do Governo do Estado na manhã desta terça-feira (19), em parceria com diversos órgãos.

Com números alarmantes, o governador Reinaldo Azambuja convocou toda a população para os sinais e denunciar casos de abusos. "É algo extremamente preocupante. Então, é importante o engajamento de toda a sociedade para denunciar através do Disque 100 e a especialização das nossas polícias para punir esse agressor. Quando você faz uma campanha, você faz o chamamento da sociedade, porque não basta só o Governo trabalhar essas ações. Precisamos de uma conscientização de toda a sociedade”, ressaltou.

Números divulgados pela governadoria apontam que 70% dos casos de abuso contra crianças e adolescentes ocorrem dentro das própria casas  e 85% são praticados por parentes ou pessoas próximas.

De acordo com a  desembargadora Elizabeth Anache, do Tribunal de Justiça, que coordena a Vara da Infância e Adolescência, a voltas às aulas colaboraram para o aumento das denúncias. "Precisamos de políticas, além da prevenção, a volta as aulas ajudaram no aumento das denúncias, são situações que poderiam ser evitadas se tivessem mais vagas em Ceinfs e escolas", pontuou.

A iniciativa conta com a colaboração da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública e Assomasul, além de outras entidades e órgãos que integram a rede de proteção às crianças e adolescentes.

Em Mato Grosso do Sul, além do Disque 100, as denúncias podem ser feitas online por meio do site pc.ms.gov.br. Conselhos Tutelares, Defensoria Pública e Ministério Público também podem receber denúncias de violência sexual contra crianças, assim como órgãos da rede socioassistencial (Cras e Creas). E em casos de urgências e emergências, quando a violência estiver acontecendo, é preciso ligar para o telefone 190 para chamar a Polícia Militar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário