ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Curso vai formar rede de apoio para mulheres que não querem bebês

Projeto do Judiciário foi criado para atender gestantes que querem entregar filhos para a adoção

Por Anahi Zurutuza | 19/05/2022 18:06
Na foto acima, uma nova família formada pela adoção. (Foto:Henrique Kawaminami/Campo Grande News/Arquivo)
Na foto acima, uma nova família formada pela adoção. (Foto:Henrique Kawaminami/Campo Grande News/Arquivo)

Estão abertas até dia 25 de maio as inscrições para a 1ª turma do curso que formará profissionais para trabalhar no Projeto Dar à Luz. O curso tem carga horária de 20 horas-aula, será ministrado à distância, entre 1ª e 30 de junho. Para essa turma, foram disponibilizadas 40 vagas.

O projeto foi criado para atender gestantes que voluntariamente entregam seus filhos para adoção. Elas passam por rede de apoio para compartilhar sentimentos, dúvidas, temores. Desta maneira, ela poderá tomar decisão mais consciente.

O curso está dividido em temas: sigilo na adoção; o direito de arrependimento da entrega do bebê; o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), Marco Legal da Primeira Infância; Autonomia, confidencialidade e melhor interesse da criança no consentimento para adoção de um filho; Acolhimento da gestante; Assistência pré-natal das mulheres que entregam seus filhos em adoção; Cuidados com a mulher e família que entregam o bebê em adoção; e Protocolo humanizado de entrega de bebês à adoção em uma maternidade do DF.

A proposta de ação continuada foi idealizada pela CIJ (Coordenadoria da Infância e da Juventude) e será realizada pela Ejud-MS (Escola Judicial) para servidores do Poder Judiciário e profissionais da rede de apoio à infância e profissionais da rede de saúde.

Para se inscrever basta acessar o link https://ejud.tjms.jus.br/, clicar em Secretaria Virtual – SejudWeb, fazer cadastro prévio e optar por “Projeto Dar à Luz - 1ª Turma”.

Nos siga no Google Notícias