ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Em 24h, casos de Monkeypox saltam para 42 em MS

Maioria dos casos foram registrados na Capital em pessoas de 20 a 39 anos

Jhefferson Gamarra | 03/09/2022 13:49
Teste em laboratório para casos de Monkeypox (Foto: Reprodução)
Teste em laboratório para casos de Monkeypox (Foto: Reprodução)

A SES (Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul) informou neste sábado (3), que o estado contabiliza 42 casos da "Monkeypox", doença conhecida como varíola dos macacos.  Até último boletim eram 33 casos confirmados pela secretaria.

Nas últimas 24 horas, 9 novos casos foram confirmados em Campo Grande. Todos em pessoas do sexo masculino com idades entre 28 e 46 anos. A Capital lidera o ranking com 30 casos confirmados no total.  Os demais foram registrados em Dourados, Aquidauana, Itaquiraí, Aparecida do Taboado, Costa Rica, Ponta Porã e Três Lagoas.

Segundo o boletim da doença, além dos casos confirmados, há 4 infectados prováveis, ou seja, que podem estar com monkeypox, mas não foram confirmados ainda. Outros 60 casos foram descartados e 59 ainda estão sob suspeita.

Em 91,3% dos casos registrados houve erupções cutâneas, as feridas na pele.  Os casos mais comuns são em pessoas de 20 a 39 anos (60,8%). A maior parte da "forma provável de contágio" foi via sexual.

Quadro de casos atualizados para a doença em MS (Imagem: Reprodução)
Quadro de casos atualizados para a doença em MS (Imagem: Reprodução)

Varíola dos macacos - A doença é transmitida dos animais para os seres humanos e também de pessoa para pessoa. Parecida com a varíola comum, os sintomas são mais leves e a letalidade menor.

O nome da doença ocorre porque o primeiro caso de infecção relatado foi em macacos em um laboratório na Dinamarca, em 1958. Os primatas, no entanto, eram tão vítimas quanto os seres humanos, já que o vírus veio dos roedores presentes na região da África Central. O primeiro registro em humanos aconteceu em 1970, na República Democrática do Congo.

Nos siga no Google Notícias